quarta-feira, 30 de abril de 2014

OVNI sobrevoa estádio durante jogo da Libertadores



Episódio aconteceu durante San Lorenzo e Botafogo, pela fase de grupos da competição.


A Libertadores da América 2014 está de arrepiar até as espinhas. Não é apenas por causa dos jogos, mas também devido aos últimos acontecimentos que vem sendo relatados.


Depois do 'fantasma' que apareceu na arquibancada durante partida entre Defensor (URU) e The Strongest (BOL), agora um OVNI resolveu acompanhar as partidas da competição continental.


O fato aconteceu durante a partida entre San Lorenzo (ARG)  e Botafogo, no dia 9 de abril. Naquela ocasião, a equipe brasileira perdeu de 3 a 0 para os argentinos.



Fonte: R7

terça-feira, 29 de abril de 2014

Garota russa de 13 anos inventa a primeira nave capaz de viajar para outra galáxia



Uma garota russa, de apenas 13 anos de idade, apresentou um projeto revolucionário de uma nave que poderá alcançar a galáxia mais próxima em 42 anos. Trata-se do projeto Nave Galáctica Terra, apresentado e liderado pela jovem Ekaterina Trúsheva, que idealizou a criação de um veículo intergalático quando soube que, em algum dia no futuro, o Sol devorará nosso planeta. Em sua busca para salvar a existência da humanidade, a pequena cientista russa se dedicou a encontrar uma alternativa de vida fora do nosso sistema solar.
A nave, que foi projetada para ser construída na órbita terrestre, não contará com nenhum tipo de fonte energética que reduza a massa para aumentar a velocidade. Em vez disso, será utilizado como combustível o próprio ambiente interestelar, que é composto em 70% de hidrogênio. Dessa forma, esse elemento será capturado por um funil magnético para depois ser comprimido e aquecido em uma reação termonuclear. Posteriormente, será possível gerar o aceleramento necessário para ser lançada novamente ao espaço interestelar, alcançando, assim, a velocidade necessária para viajar.

Chegando a uma tecnologia segura, econômica e fácil de executar, a jovem cientista escolheu uma hélice de unifluxo termonuclear e outra hélice de unifluxo fotônico para motorizar sua nave. Esse tipo de hélice permitirá um aceleramento suficiente para alcançar a Alpha Centauri, a estrela mais próxima do nosso sistema solar, em apenas 42 anos – as naves espaciais da atualidade necessitam de 50 mil anos para chegar lá.
De acordo com o projeto, 500 pessoas poderão viajar a bordo da Nave Galática Terra e os alimentos serão sintéticos ou cultivados hidroponicamente, ou seja, sem necessidade da agricultura. Enquanto isso, o diretor do Instituto Internacional de Educação da Alemanha, Ralf Heckel, selecionou a jovem Ekaterina Trúsheva para fazer parte da competição de construção de astro móveis para a exploração humana da NASA.

Fonte : History

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Geólogos afirmam que erupção do vulcão Yellowstone poderá mudar rumo da humanidade



A erupção de um vulcão norte-americano provocaria uma catástrofe de caráter mundial, advertem especialistas. Na realidade, o vulcão de Yellowstone  é apenas a saída de um enorme lago de magma subterrâneo localizado no parque homônimo, em uma área que fica entre os estados de Wyoming, Montana e Idaho, nos EUA.

A humanidade teria passado por um grande flagelo, há 74 mil anos, quando ocorreu a explosão do vulcão de Toba, localizado no atual território de Sumatra. A força da explosão foi 10 mil vezes mais forte que a do monte Santa Helena em 1980, localizado no sudoeste do estado norte-americano de Washington, a 160 quilômetros ao sul de Seattle. Esta erupção causou  graves consequências climáticas no século XX, espalhando cinzas pelo mundo.


Michael Rampino, geólogo da Universidade de Nova York, salienta que no caso do vulcão de Toba, as temperaturas de lugares altos teriam sofrido um acréscimo de até 21 graus Celsius na época, resultando na morte de três quartos de todas as espécies vegetais do hemisfério norte. Diversos estudos demonstram que tal catástrofe criou um verdadeira devastação na pirâmide demográfica da espécie humana, que foi reduzida a 10 mil pessoas, ancestrais de todos os seres humanos atuais.      
O vulcão de Yellowstone vem mantendo um comportamento bastante regular, com um ciclo de erupções que ocorre a cada 600 mil anos. Especialistas afirmam que a última ocorreu há 640 mil anos, razão pela qual muitos acreditam que uma nova erupção seja iminente. A expectativa é que a erupção de Yellowstone seja 2500 vezes mais forte que a de Santa Helena. Entretanto, pesquisadores da Universidade de Utah asseguram que “não há evidência concreta de uma catástrofe no Parque Nacional de Yellowstone”. Segundo seus cálculos, a próxima erupção ainda deve tardar, pelo menos, 10 mil anos.

Fonte : History

sábado, 26 de abril de 2014

Cosmos - A Harmonia dos Mundos - Episódio 3



Episódio 3: A Harmonia dos Mundos .
Em todo o mundo, os nossos antepassados de todas as culturas tiveram conhecimentos próprios de astronomia. As suas vidas disso muito dependiam. Mas a caminhada humana desde os mais remotos astrônomos aos modernos exploradores do Cosmos derivou numa pseudociência chamada astrologia.
O último astrólogo científico foi também o primeiro astrônomo moderno: Johannes Kepler. Kepler lutou pela busca de uma harmonia nos céus e deu um passo fundamental para nos conduzir à era científica. O segredo que conduziu Kepler foi um respeito descomprometido pela observação dos céus, mesmo quando, agonizante, o confrontaram com as mais enraizadas crenças que acarinhava.
Os profundos conhecimentos de Kepler ensinaram-nos como a Lua e os planetas se movem nas respectivas órbitas e, mais recentemente, como viajar para eles.


sexta-feira, 25 de abril de 2014

Site de mídia corporativa australiana fala sobre a possibilidade do Voo 370 ter sido abduzido por alienígenas



Desde o desaparecimento do Voo 370 da Malaysia Airlines foram levantadas muitas hipóteses e algumas dessas foram divulgadas por veículos da mídia corporativa no mundo todo.  Contudo, com raríssimas exceções, a hipótese de ter havido o envolvimento de OVNIs e alienígenas neste desaparecimento foi quase que totalmente evitada pela mídia.
Certamente, não há comprovação alguma de que um ou mais OVNIs estariam envolvidos neste desaparecimento, mas já que todas as outras hipótese parecem estar se esgotando, a sucursal australiana do site ibtimes.com, resolveu publicar um artigo que fala sobre esta possibilidade.
Veja:
A procura pelo Voo 370 da Malaysia Airlines continua, mas sem sucesso.  Os mistérios ainda pairam sobre o desaparecimento do jato de passageiros, junto com 239 pessoas abordo.  Há mais de um mês desde o seu desaparecimento, uma nova teoria emergiu, a qual certamente irá dar início a muitos debates [Na verdade a teoria foi uma das primeiras propostas, como pode ser vista neste artigo do OH].
O site reason.com conduziu uma enquete nos Estados Unidos e descobriu que cinco por cento dos participantes acredita que o Voo 370 foi abduzido por alienígenas.  Vários blogs também indicaram um número de avistamentos de OVNIs ao redor da Malásia antes do desaparecimento da aeronave.
Alexandra Bruce forneceu informação vital no canal Forbidden Knowledge TV, que dá respaldo à teoria da abdução alienígena.  De acordo com sua reportagem, houve duas anomalias distintas no radar (Flight Radar 24), antes da aeronave desaparecer.

“Repassando pelas telas do radar nos momentos que antecederam o desaparecimento da aeronave, podemos perdoar a Malaysia Airlines por não ter se manifestado, neste caso – porque as telas do radar não só são desconcertantes, mostrando duas anomalias distintas, como apontadas pelo Intrepid citizen-reporter e o pop star do YouTube, DAHBOO7.
As telas do radar mostram dezenas de aeronaves em voo sobre a região naquela ocasião.  A primeira peculiaridade é vista na parte inferior esquerda da tela.  Um objeto redondo aparece na vizinhança do Voo 370 (e no meio de muitos outros), o qual não é lido automaticamente pelo radar como sendo uma aeronave.  De repente, este objeto redondo toma a forma de uma aeronave na tela do radar e acelera á uma velocidade que deve ser, pelo menos, cinco vezes maior do que a velocidade dos aviões ao seu redor, indo em direção leste, por sobre o Mar do Sul da China – e o objeto para repentinamente e parece pairar no ar.”
O site UFO blogger também documentou uma confirmação pelo chefe da Força Aérea da Malásia, Rodzali Daud, de que um radar militar recebeu sinais de um objeto voador não identificado próximo à localização onde o Voo 370 desapareceu.
“O chefe da Força Aérea da Malásia, Rodzali Daude, disse que um radar militar detectou um OVNI na área norte do Estreito de Malacca, às 02h15, horário local, no sábado, aproximadamente uma hora após o avião ter desaparecido das telas do controle de tráfego“, reportou o UFO blogger.
A operação de procura e resgate está ocorrendo por mais de um mês, mas a missão não obteve sucesso algum até agora.

Fonte : Ovni Hoje

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Criador de Arquivo X vai produzir nova série sobre a Área 51


AMC anunciou que Chris Carter, mais conhecido como criador da série de ficção científica Arquivo X, vai produzir uma nova série de televisão sobre a instalação militar secreta conhecida como Área 51.

A rede já havia encomendado um episódio piloto para esta série em julho de 2012. Naquela época, porém, foi anunciado que a série seria baseada em um livro intitulado Área 51, uma história sem censura da base militar dos Estados Unidos por Annie Jacobsen.

A julgar pelo recente anúncio da AMC sobre a nova programação, a ideia não mudou. Mas o projeto já estaria oficialmente em desenvolvimento.

Hollywood Reporter descreve a série como “um thriller de conspiração contemporânea revelando a verdadeira história por trás da famosa Área 51, a instalação militar mais misteriosa da América”. O nome da série seria simplesmente a Área 51.


Carter irá trabalhar como escritor e produtor executivo. Gale Anne Hurd, produtor executivo de The Walking Dead, também foi escalado para o projeto.

O livro de Jacobsen é controverso porque ela faz muitas afirmações questionáveis. A mais notável é a inclusão de uma explicação para o que caiu perto de Roswell, Novo México, em 1947.


Ela afirma, baseado em uma testemunha anônima, que os destroços recuperados em Roswell era, na verdade, uma aeronave alemã avançada e que os corpos recuperados do acidente eram de crianças que tinha sido mutiladas por um médico nazista Josef Mengele.

Este incidente teria sido ordenado por Joseph Stalin, na esperança de enganar os americanos que isto seria uma nave espacial extraterrestre, o que resultaria em um pânico em massa semelhante à causada pela transmissão de rádio 1938 de HG Wells, A Guerra dos Mundos.

Originalmente foi planejado para que Jacobsen participasse como um co-produtor do show. Nada foi confirmado até o momento.

Fonte : Arquivo UFO

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Teria o ‘monstro do Lago Ness’ sido fotografado por satélite da Apple?



Esta figura sombria, medindo por volta de 30 metros de comprimentos e que parece ter duas nadadeiras gigantes, foi fotografada por satélite enquanto este sobrevoava o Lago Ness, na Escócia.
A imagem tem sido estudada por especialistas do ‘Clube Oficial de Fãs do Monstro do Lago Ness‘, onde o entusiasmo está aumentando após várias explicações para a imagem terem sido descartadas, deixando a conclusão de que ela provavelmente seja uma foto do monstro elusivo.
O presidente do clube, Gary Campbell, que mantém os registros de todos os avistamentos, disse: “Temos olhado para a foto por um longo tempo, tentando descobrir exatamente o que seja. Se parece com ondas deixadas por um barco, mas o barco não está lá.  Você pode ver os barcos atracados na margem, mas não há um aqui.  Mostramos a foto para especialistas em barcos e eles não sabem o que é.  Seja lá o que for, está debaixo d’água e indo na direção sul. Assim, ao menos que tenha alguma manobra secreta de submarinos no lago, o tamanho do objeto faz com que ele possa ser o Nessie“.
Ele disse que outras explicações lógicas – tais como um tronco boiando, ou uma foca fazendo ondulações – também não podem ser usadas para explicar este objeto.



A imagem colocou um fim na recente ausência de ‘avistamentos confirmados’ da criatura.  Em fevereiro, Campbell anunciou que ninguém tinha se manifestado nos 18 meses anteriores para reportar um avistamento do Nessie.  Esta foi a primeira vez que houve uma ausência de avistamentos por um longo período, desde 1925
O clube foi alertado quanto a nova imagem por duas pessoas, que a notaram no final do ano passado em fotos de satélite utilizadas pela Apple para seus mapas de smartphones.
Uma das pessoas que descobriu o objeto na foto foi Andrew Dixon, de 26 anos de idades, que faz trabalhos de caridade para a Ambulância Aérea Great North, no Condado de Durham. Ele disse: “Foi uma total casualidade eu o ter encontrado.  Eu estava olhando as imagens de satélite da minha cidade e então pensei em dar uma olhada no Lago Ness.  A primeira coisa que me veio em mente quando eu o vi foi, ‘este é o monstro do Lago Ness’.  Algo sobre o formato dele, eu achei que tinha que ser algo mais do que uma sombra.  Eu estava entusiasmado.  Nunca estive no Lago Ness, mas sempre fui interessado neste tipo de coisa.”
Peter Thain, de Newbiggin by the Sea, Northumberland,também olhou a mesma imagem através do aplicativo de imagem de satélite da Apple.  Tanto ele quando Dixon enviaram  imagem para o clube.
Campbell, de 49 anos de idade, um contador que mora em Inverness, disse: “Agora que temos espiões nos céus por sobre o Lago Ness, talvez poderemos obter mais avistamentos, o que irá aumentar o apetite para mais caçadores do Nessie que tenham os pés no chão, para virem até o norte.  Além disso, o uso de tecnologia de satélite significa que se Nessie está nadando logo abaixo da superfície, como neste caso, ainda poderemos o detectar“.
Ele ainda disse: “O ano passado foi a primeira vez em quase 90 anos que o Nessie não foi visto.  Após Nessie ‘ter desaparecido’ por 18 meses, é muito bom vê-lo de volta”.
Apesar das explicações do clube, uma outra explicação para o que se vê na foto é de a que poderia ter simplesmente sido correntes submarinas no lago.

Fonte : Daily Mail

terça-feira, 22 de abril de 2014

A história do anão de Kyshtym



Análise e comentários

A história recebeu mais atenção quando a Associação Ufológica da Geórgia (GUFOA) divulgou imagens capturadas de um vídeo. Todas as imagens circulando pela rede vêm do website GUFOA, agora já fora do ar. Contavam que:

"um corpo extraterrestre foi recuperado pelo Serviço de Segurança Russo em 1996. Uma idosa da vila de Kashtim nos Urais, dizia o relatório, havia encontrado a criatura moribunda na estrada.

Depois de duas semanas, a mulher ficou doente e foi hospitalizada. A criatura ficou em sua casa, sozinha… e morreu. Provavelmente porque a mulher avisou alguém no hospital, o Departamento de Polícia de Kashtim entrou em sua casa e encontrou o corpo em 13 de agosto de 1996. Os restos foram filmados por uma câmera VHS — equipamento padrão da polícia russa na época — quando uma investigação preliminar (incluindo uso de um contador Geiger) foi realizada. De acordo com as medições da polícia, o ser possuía apenas 21 centímetros de comprimento. O corpo foi posteriormente confiscado pela Segurança de Estado (antiga KGB)".



[Patrick ross, The Ural Alien]

Exatamente como em outras lendas de supostos corpos alienígenas, há muitas versões para a história, embora neste caso não haja tanta variação quanto no caso Salinas. Quase todas as versões mencionam a idosa, Tamara Velikopolskyana Prosivirina. Mas diferem em como e quando ela encontrou o ser.

Multiversos

De acordo com uma versão, Tamara Prosivirina sofria de uma flição mental há muito, e costumava visitar o cemitério local para retirar flores para decorar sua casa. Certa noite, em 13 de agosto de 1996, ouviu um voz em sua cabeça dizendo para que fosse novamente ao cemitério, onde encontrou a criatura sobre uma tumba, viva, e a levou para casa. Ela contou a vizinhos que agora tinha um filho, chamado "Aleshenka", mas todos pensaram que era mais uma de suas fantasias.

Foi apenas quando foi visitada por sua nora, também chamada Tamara, que descobriram Aleshenka. Segundo a história, no entanto, a nora não pensou que fosse um bebê humano e deixou que a idosa cuidasse dele. Isto não faz muito sentido, mas continuemos.

Pouco depois, Tamara, a idosa, foi hospitalizada, mas não porque tivesse adoecido, mas pelo agravamento de seus problemas mentais. Aqui, outra vez, mais versões. Ela teria contado aos médicos sobre seu "filho", mas ninguém acreditou em sua história. O ser assim teria morrido, sem cuidados, e teria sido encontrado não pela polícia, mas por Vladimir Nurdinov.

De acordo com uma versão, Nurdinov seria amigo de Tamara, e entrou em sua casa para recolher o corpo de Aleshenka. Outra versão dá conta de que ele seria um ladrão, que além de arrombar sua casa acabou encontrando e levando o suposto alienígena, até que foi capturado pela polícia devido a outra acusação — o roubo de cabos de eletricidade.

E disto, pelo menos, podemos estar razoavelmente seguros: neste ponto a polícia se envolveu, e é a fonte do vídeo e das imagens conhecidas. O detalhe curioso, no entanto, é que a data registrada no vídeo é… 13 de agosto de 1996. Supostamente o dia em que Tamara teria encontrado Aleshenka.

Claramente todas estas versões são floreios, fantasias e distorções que não convergem para uma história coerente. E não iremos nos estender para o número ainda maior de versões sobre o que teria ocorrido com o corpo de Aleshenka, em versões envolvendo a KGB e espaçonaves vindo buscar o companheiro estelar. Não há sentido em considerá-las e, fato é, não se sabe o paradeiro atual do corpo.

A verdadeira história?

Há uma versão que parece fazer sentido, e bem retratar os acontecimentos que foram posteriormente distorcidos. O corpo foi inicialmente encontrado pela polícia em agosto de 1996 quando capturaram um ladrão de cabos, Vladimir Nurdin. Ele mostrou onde guardava os fios elétricos em sua casa, e "por nenhuma razão aparente ofereceu-se para mostrar… um alien", disse o policial Yevgeny Mikhailovich a um diário local em 2005.

As autoridades levaram o corpo para o depertamento e o filmaram. Esse é o vídeo que conhecemos.

Nenhum inquérito foi aberto, no entanto, porque logo descobriram que o feto havia sido descoberto por Tamara Prosvirin, 70 anos, "jogado na lama". Ela o chamou de Aleshenka. Tamara foi posteriormente internada em um hospital psiquiátrico, e Aleshenka, se ainda estava vivo, morreu em sua casa. Nurdin era seu amigo, encontrou o corpo, "lavou-o com álcool e secou-o no sol". Isso explicaria sua aparência "mumificada".

Que Prosvirina sofria de problemas psiquiátricos também explicaria por que teria recolhido um feto abortado da lama e levado-o para casa. Porque "Aleshenka" era simplesmente um feto.

Algumas das primeiras versões da história citam os médicos locais Stanislav Samoshkim e I. Ermolaeva, que teriam declarado que não poderia ser um feto humano. "Não há criança com uma textura tão estranha no corpo", Ermolaeva teria supostamente declarado.

Mas nem 2003, o jornal Cheliabinsk citou os doutores Igor Cusco e Irina Ermolaeva (a mesma Ermolaeva, presumimos) declarando que:

"Tudo estava baseado em boatos e no testemunho da senhora que o encontrou. É possível que alguém tenha se livrado de um feto abortado. O fato é que o tivemos em nossas mãos, que tinha o tamanho de 17-20 cm, que corresponde ao período de gestação de 20-25 semanas. Poderia ter sido viável, mas apenas por algumas horas, não duas semanas. Era humano, com 12 costelas no tórax. Estrutura dos ossos apropriada, nos ombros e punho. Desenvolvimento do esqueleto normal para o feto. Quando o vi, francamente, fiquei desapontada. De início pensei que fosse um frango seco. Depois de investigação profissional, pensamos que é um aborto comum, posteriormente mumificado".

As supostas declarações iniciais de Emorlaeva negando que fosse um feto têm como fonte jornais sensacionalistas, capazes de inverter completamente suas afirmações. Porque, se sua avaliação não for o bastante, e pensar-se em algum tipo de encobrimento e negação, mesmo ufólogos locais devem estar envolvidos.

A história original foi publicada em 1997 pelo ufólogo russo Mikhail Gershtein, e o contatamos a respeito. Ele respondeu gentilmente:

"O caso de Aleshenka já foi solucionado. O pesquisador russo Vadim Chernobrov encontrou na residência da antiga dona de Aleshenka um pedaço de pano com sangue desta ‘entidade’. O Instituto de Genética de Moscou realizou uma análise de DNA. O resultado: um feto comum, terrestre (abortado), do sexo feminino, com muitas anomalias genéticas terríveis. Kyshtim foi epicentro de um desastre radioativo em 1957, e o chamado Aleshenka foi uma vítima deformada desta antiga tragédia. Muitos médicos (incluindo, por exemplo, a ginecologista Irina Ermolaeva) também declararam que o caso de Aleshenka não era único e que viram tais patologias anteriormente. Outro pesquisador russo, Mikhail Raduga, em seu livro recente ‘OVNIs e entidades paranormais’ (2009, em russo) dedicou um capítulo inteiro ao caso. Ele também encontrou alguns médicos que viram e estudaram Aleshenka em 1996: todos disseram que Aleshenka era um feto deformado, e nada mais".

Chernobrov também já alegou ser possuidor de uma máquina do tempo, de forma que suas declarações devem ser tomadas com alguns grãos de sal, mas como Gershtein informa, ele não é a única fonte a chegar à conclusão de que "Aleshenka" era apenas um feto abortado.

O crânio é talvez o elemento mais estranho na aparência do feto, formado pelo que parecem pétalas, mas isto se deve às "moleiras", que provavelmente se perderam, parte de um crânio muito longe de estar plenamente formado.

Na imagem abaixo (clique para aumentá-la), note o crânio de 29 semanas. De aparência muito similar, e coincidente com a estimativa de 20-25 semanas mencionada por Ermolaeva.



Um feto abortado recolhido por uma idosa com problemas psiquiátricos, que estava morto ou morreu pouco depois, tendo sido removido outra vez e lavado com álcool, seco ao sol, originando por fim todo tipo de especulações sobre alienígenas e espaçonaves. Esta pode ser a versão mais deprimente de todas, mas tudo indica ser o que realmente ocorreu.

Fonte : CUB

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Conheça 5 hipóteses que possibilitariam a viagem no tempo



Viajar através do tempo, assim como voar, é um dos desejos mais antigos da humanidade. Da fantasia para a realidade, a ciência investiga cuidadosamente a possibilidade das viagens no espaço-tempo. As teorias atuais mais plausíveis são embasadas pelas seguintes hipóteses:

Viagem através de um buraco negro
A Física descreve os buracos negros como máquinas do tempo naturais. Sabe-se que essas singularidades são capazes de influenciar o tempo e diminuir a sua velocidade como nenhuma outra força conhecida. Na hipótese de uma missão tripulada, uma volta em torno de um buraco negro duraria 16 minutos para o comando de base na Terra. Para os astronautas no espaço, a missão de circular sua órbita teria durado apenas 8 minutos.

Cordas cósmicas
Teoricamente, estas cordas são a representação de uma série de defeitos hipotéticos sobre o tecido do espaço-tempo. De acordo com a física, através dessas anomalias seria possível criar curvas para voltar no passado. Na prática, isso significa construir uma máquina do tempo. A convergência de duas cordas juntas poderia proporcionar uma série de curvas fechadas de tempo, semelhante a um buraco negro. A teoria afirma que bastaria calcular com precisão o movimento para uma nave espacial mover-se até qualquer momento da história.


Matéria exótica
A matéria exótica é definida pela física como aquilo que não atende a uma ou mais das leis da natureza, como no caso da massa ou energia negativa. Enquanto a matéria ordinária não pode interagir com as partículas que viajam mais rápido do que a luz, a energia ou a massa negativa da matéria exótica poderia. Se tal coisa acontecer, então seria possível deformar o espaço-tempo para abrir caminho até túneis que interligam o universo, ou possibilitar o surgimento de motores de dobra capazes de acelerar partículas que poderiam exceder a velocidade da luz. Em suma, a matéria exótica permitiria a criação de uma máquina do tempo.

Vácuo em forma de anel
Não há necessidade de sair garimpando matéria exótica, é possível simplesmente aproveitar o vácuo no espaço. O cientista israelense Amos Ori afirma ter resolvido o problema de viajar no tempo. É isso mesmo: a sua máquina hipotética poderia ser construída por civilizações avançadas de 100 ou 200 anos a nossa frente. A máquina de Ori é baseada nas teorias de Albert Einstein, que dizem que o espaço pode ser curvado em forma de anel para criar um campo de gravidade capaz de arrastá-lo para o próximo espaço-tempo. Matematicamente, é mostrado que cada período de tempo é inscrito dentro do seu campo de gravidade, de modo que seria possível calcular como chegar a cada momento desejado.

Cilindro Tipler
Em 1974, o físico Frank J. Tipler desenvolveu um cilindro rotativo hipotético com uma alta densidade e comprimento infinito. Segundo seus cálculos,  se o cilindo girar em seu próprio eixo com uma velocidade próxima à da luz, conseguiria criar uma força gravitacional extrema o bastante para regressar ao passado.

Fonte : History

sábado, 19 de abril de 2014

Cosmos - As Margens do Oceano Cósmico - Episódio 1



Episódio 1 - Os Limites do Oceano Cósmico - O 1° capítulo da série Cosmos.
Partindo dos limites do grande oceano espacial, Carl Sagan embarca numa imensa viagem cósmica que começa a 8 bilhões de anos-luz da Terra. A bordo da nave espacial da sua imaginação, ele transporta-nos às maravilhas do Cosmos: quasares, galáxias em espiral, nebulosas, supernovas e pulsares.
Deslizamos então para lá de Plutão, dos anéis de Urano, do majestoso sistema de saturno, e da luminosidade do lado noturno de Júpiter. Penetrando nas nuvens da Terra, encontramo-nos no Egito, onde Eratóstenes pela primeira vez mediu a Terra. O Dr. Sagan mostra-nos como isso foi feito.
A Biblioteca de Alexandria, berço da aprendizagem da Antiguidade, ressuscita em toda a sua glória - para ilustrar a fragilidade do conhecimento. É então que, para nos fazer compreender a enormidade do tempo que passou desde o Big bang até hoje, Sagan nos apresenta o "Calendário Cósmico".


sexta-feira, 18 de abril de 2014

Momento histórico: encontramos outra Terra no Universo



Desde a descoberta do primeiro planeta a orbitar uma estrela similar ao Sol, em 1995, a humanidade estava à espera deste anúncio. Finalmente ele chegou, com toda pompa e circunstância, num artigo publicado no periódico científico “Science”: encontramos um planeta praticamente idêntico à Terra orbitando outra estrela numa região que o torna capaz de abrigar água líquida — e vida — em sua superfície.


O anúncio fo feito  numa entrevista coletiva conduzida pela Nasa . O planeta orbita uma estrela chamada Kepler-186 e tem, segundo as estimativas, praticamente o mesmo diâmetro da Terra — 1,1 vez o do nosso mundo. Até onde se sabe, ele é o quinto a contar de seu sol e leva 129,9 dias terrestres para completar uma volta em torno de sua estrela. Ou seja, um ano lá dura mais ou menos um terço do que dura o nosso.


A estrela-mãe desse planeta é uma anã vermelha com cerca de metade do diâmetro do nosso Sol, localizada a cerca de 490 anos-luz daqui. Um dos aspectos interessantes dessa descoberta em particular é que, além de estar na chamada zona habitável — região do sistema em que o planeta recebe a quantidade certa de radiação de sua estrela para manter uma temperatura adequada à existência de água líquida na superfície –, o planeta está suficientemente distante dela para não sofrer uma trava gravitacional. Caso fosse esse o caso, o Kepler-186f, como foi batizado, teria sempre a mesma face voltada para a estrela, como acontece, por exemplo, com a Lua, que sempre mostra o mesmo lado para a Terra. Embora modelos mostrem que a trava gravitacional não é um impeditivo definitivo para ambientes habitáveis (a atmosfera trataria de distribuir o calor), é sempre melhor ter um planeta com dias e noites, em vez de um em que um hemisfério é sempre aquecido pelo Sol e outro passa o tempo todo na fria escuridão.

Numa nota pessoal, lembro-me de ter já conversado antes com Elisa Quintana, pesquisadora da Nasa que é a primeira autora da descoberta. Em 2002, ela produziu uma série de simulações que mostravam que o sistema Alfa Centauri — o trio de estrelas mais próximos de nós, sem contar o Sol — podia abrigar planetas de tipo terrestre na zona habitável. Imagino a realização pessoal dela de, depois de “conceber” por tantos anos mundos como esse em computador, finalmente poder reportar uma descoberta dessa magnitude. Não de uma simulação, mas da fria realidade da observação!

Trata-se de um momento histórico. A partir de agora, os astrônomos devem se concentrar cada vez mais na busca de outros mundos similares à Terra e a Kepler-186f, gerando alvos para futuras observações de caraterização — a efetiva análise da composição desses mundos e suas atmosferas –, em busca, quem sabe, de evidências de uma outra biosfera.

Nosso planeta está prestes a ganhar muitas companhias.

Fonte : Uol

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Mistério: Pesquisadores encontram duas estatuas gigantes no Egito



Um grupo de pesquisadores liderados pela famosa arqueóloga Hourig Sourouzian descobriu duas estátuas, imensas e espetaculares, de Amenofis III, faraó da Dinastia XVIII, que reinou sobre o Egito entre 1390 e 1353 a.C. A.

  As estátuas foram talhadas em quartzito, possuem 11 metros de altura e pesam em torno de 250 toneladas. Elas foram encontradas no templo que guarda a tumba mortuária de Amenhotep III, onde havia também outras duas imagens gigantes do faraó no seu trono, conhecidas como “os Colossos de Menon.” As figuras já foram restauradas e devolvidas ao templo, onde podem ser vistas em todo o seu esplendor na cidade de Luxor.



  Amenofis III, que reinou desde a infância, durante um período bastante próspero do território, era fascinado por monumentos imponentes e belas mulheres, que eram procuradas dentro e fora do Egito para integrar seu harém. No fim de sua vida, o faraó ordenou a construção de um templo imenso (100 x 600 metros) onde ainda hoje são encontradas peças extraordinárias, que refletem a personalidade hedonista e megalomaníaca do soberano.
   Contudo, preservar este tesouro não é tarefa fácil. Segundo o Fundo Mundial de Monumentos, “a estrutura do templo foi destruída por terremotos e, como não foi totalmente escavada, terminou coberta de mato e é frequentemente ameaçada pelas inundações comuns no local. Os problemas foram agravados pelo acréscimo do sal, originado da alta da água, depois da construção da represa de Assua Alta, em 1960”, concluiu o porta-voz da organização.

Fonte : History

quarta-feira, 16 de abril de 2014

terça-feira, 15 de abril de 2014

Pesquisadores afirmam ter descoberto localização do Santo Graal



Dois pesquisadores espanhóis concluíram um projeto com o objetivo de provar que o Santo Graal que Jesus utilizou na Última Ceia é o artefato conhecido como o cálice da Infanta Dona Urraca, localizado na Basílica de Santo Isidoro.
    A primeira pista sólida que Margarita Torres e José Miguel Ortega del Río tiveram foi o aparecimento de pergaminhos egípcios do século XIV. As escrituras relatam que no ano de 1055 o Santo Graal partiu de Jerusalém para León, onde foi entregue aos reis Fernando I e Dona Sancha. A investigação seguiu com uma pesquisa exaustiva, culminando com o lançamento do livro “Os Reis do Graal”.

    Análises históricas apontam que a forma e a cerâmica de Qumram com a qual foi feito o cálice de Dona Urraca correspondem à “taça que os artesãos de Jerusalém acreditavam ter sido usada por Cristo”.
   Vale notar que o cálice no qual Cristo bebeu é a parte superior do objeto que se encontra em Santo Isidoro. As outras partes da cerâmica foram feitas por Urraca I, rainha de León e Castela, como uma forma de decorar a taça com suas próprias jóias.
   Outra descoberta tem a ver com a história recente. Estudiosos acreditam que Franco, o ditador espanhol, bebeu do Santo Graal em 1964, durante uma visita à cidade de León, pelo Congresso Eucarístico Nacional.
   Já naquela época, alguns pesquisadores propuseram, timidamente, a hipótese de que esse cálice era a taça de Jesus, e, talvez por isso, megalomaníaco e fanático por relíquias religiosas, Franco resolveu utilizar o objeto durante a cerimônia.

Fonte : History

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Olho no céu: No dia 15 de Abril, fenômeno transformará a Lua em uma "bola de fogo"



No dia 15 de abril,  a Lua poderá ser vista como uma grande bola vermelha. O fenômeno acontecerá no momento em que a Terra ficar entre o Sol e a Lua, em função do eclipse lunar total. Além do grande espetáculo visual, essse tipo de eclipse específico pode levar anos para ocorrer novamente. O fenômeno será totalmente visível no Brasil. Seu início será por volta de 1:50 da madrugada do dia 15, com a totalidade ocorrendo em torno de 3:45. O maior obscurecimento terá início a partir de 3h, com término às 5:20h, mas permanecerá parcial até 6:30 (com o dia claro, é mais difícil de observar o eclipse).

   Como todo fenômeno natural de certa magnitude, a chamada “Lua de Sangue” também vem acompanhada por diversas previsões de várias origens e superstições. Segundo a descrição do Apocalipse, último livro da bíblia cristã, “o Sol se transformará em trevas e a Lua em sangue, antes que chegue o grande dia do Senhor”. Estudiosos, como o pastor John Hagee, que interpretam os livros religiosos com grande fé e dedicação, acreditam que os eclipses da Lua coincidem com previsões da bíblia cristã e de feriados judeus.  Em um livro sobre o assunto, o pastor do Texas profetiza que as referências bíblicas são uma mostra evidente do fim de uma era que se aproxima: “a expulsão dos judeus da Espanha e a criação de Israel também ocorreram durante as Luas de Sangue.”
    No plano mais terreno da ciência, a Lua do próximo dia 15 tem uma explicação fundamentada em fatos da natureza. O satélite se torna vermelho por causa do reflexo dos raios solares na atmosfera terrestre, devido ao alinhamento com a Terra e o Sol.



Fonte : History

domingo, 13 de abril de 2014

sábado, 12 de abril de 2014

VARGINHA – Testemunha militar faz novas revelações sobre o caso



O ufólogo Arthur Sérgio Neto faz novas revelações sobre o Caso Varginha em palestra. Ele entrevistou uma testemunha militar do caso ufológico mais famoso do Brasil e expôs o vídeo aos ouvintes. Não percam este vídeo:

DETALHE: Segundo a testemunha, havia dois seres vivos em cativeiro, comendo folhas de eucalipto para sobreviverem. O depoente foi parceiro militar de Marco Eli Chereze, militar falecido por infecção generalizada após ter contato com um dos seres.




 Fonte : ETs & ETc

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Gevaerd cede entrevista à ESPN



O ufólogo Ademar Gevaerd cede, pela primeira vez, uma entrevista a um canal esportivo. Na entrevista ele falou generalidades sobre discos voadores, mas também entrou em um caso emblemático da Ufologia, o ocorrido sobre o Estádio Morenão, em Campo Grande, em março de 1982, quando 23,5 mil pessoas viram um UFO de grandes proporções que chegou a paralisar o jogo de Operário e Vasco da Gama. O caso foi recordista mundial em número de testemunhas e Gevaerd o pesquisou nos seus mínimos detalhes.



Acompanhem a matéria:



Fonte : ETs & ETc

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Ciência investiga luzes que antecedem os terremotos



Há muitos anos, pessoas afirmam que veem luzes saindo da terra ou no alto de montanhas, momentos antes de um terremoto. A ciência ignorou os testemunhos durante muito tempo, mas agora resolveu estudá-los. Segundo Robert Thériault, geólogo da Secretaria de Recursos Naturais de Quebec, as luzes dos terremotos são fenômenos reais, que possuem uma explicação científica. Durante um estudo recente, um grupo de cientistas canadenses estudou testemunhos desse tipo, registrados desde o ano 1600.
Muitos fatores em comum foram encontrados entre eles. Dos 65 registros, 63 aconteceram em regiões de falhas verticais. Especialistas afirmam que existe uma tensão bastante abrasiva entre rochas que, quando sacudidas por um tremor geram cargas elétricas. A carga, por sua vez, produziria luz ao encontrar o ar atmosférico.  Segundo Friedemann Freund, em um estudo publicado em 2003, as rochas estão em estado latente em condições normais, mas são “despertadas” durante os terremotos. Então, começam a produzir faíscas.

Em agosto de 2007, um pescador residente no litoral peruano afirmou que o céu havia ficado totalmente roxo, minutos antes de um violento maremoto. Em outro registro, na Alemanha, uma mulher alegou ter visto luzes no solo que se moviam como serpentes, mais uma vez, momentos antes de um terremoto. Durante o forte terremoto ocorrido na Itália, em 2009, um homem conseguiu se salvar alertado pelas luzes que viu. Tudo leva a crer que os estudos que traçam a relação entre luzes e terremotos ganharão mais adeptos a partir de agora.

Fonte : History

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Fonte de luz não identificada é fotografada na superfície de Marte



Uma foto muito interessante da superfície de Marte foi publicada no site que contém o banco de imagens do jipe sonda Curiosity da NASA. A imagem mostra o que parece ser uma fonte de luz ao fundo da paisagem.
Muito provavelmente, como ela sempre tem alegado a respeito de fenômenos estranhos encontrados em suas fotos, a explicação da NASA será a de que se trata de algum artefato (defeito) na foto digital, pois se disser que é um reflexo do Sol, terá que explicar que objeto é esse na superfície marciana que reflete luz.
Veja abaixo um vídeo publicado na Internet, o qual mostra a imagem:




A comprovação de que a imagem é verdadeira pode ser obtida acessando-se o seguinte link da NASA, o qual contém a foto original: http://mars.jpl.nasa.gov/msl-raw-images/proj/msl/redops/ods/surface/sol/00589/opgs/edr/ncam/NRB_449790582EDR_F0310000NCAM00262M_.JPG.

Fonte : Ovni Hoje

terça-feira, 8 de abril de 2014

Descoberta nova espécie de peixe com quatro olhos



Pesquisadores identificaram um tipo incomum de peixe no Mar da Tasmânia que ostenta dois pares de olhos.

Enquanto alguns tipos de peixes possuem olhos que lhes dão um amplo ângulo de visão para ajudar a escapar dos predadores à vista, o recém-descoberto Glasshead barreleye é capaz de uma visão de 360 graus graças aos seus quatro olhos que podem ver o que está por vir.


Encontrado por uma equipe de pesquisa alemão nas profundezas escuras do oceano entre Austrália e Nova Zelândia, este peixe prateado usa seus olhos cilíndricos para olhar para o alto e um segundo conjunto que olha para os lados.

Sua cabeça ainda apresenta uma lente especial capaz de pegar sinais de bioluminescência de outras criaturas.

Glasshead barreleye cresce até 18 centímetros de comprimento e pode ser encontrado em profundidades de até 1000m.

Fonte : Arquivo Ufo

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Luzes misteriosas foram fotografadas por uma câmera que monitora vida selvagem



Luzes misteriosas (OVNI ou OVNIs) foram fotografadas por uma câmera de trilha (destinada a fotografar vida selvagem) na noite de 16 de fevereiro, em Cumbest Bluff do Condado de Jackson. Rainer e Edith Shattles, proprietários da câmera, nunca se cansam de olhar para a foto misteriosa.

O cronograma das imagens é o seguinte: Às 19:24, veados aparecem e tudo está normal. Às 07:29, aparece uma luz fraca. Às 7:35, luzes ficam mais brilhantes.



Segue vídeo reportagem sobre o caso:



 Fonte : ETs & ETc

sábado, 5 de abril de 2014

Comando da Madrugada - E. T. de Varginha



O jornalista Goulart de Andrade em uma extensa e profunda reportagem sôbre o Caso Varginha, exibida em 01/06/1996 na Rede Manchete - programa Comando da Madrugada. Nesta 1ª parte ele entrevista os ufólogos Ubirajara Franco Rodrigues e Vitório Pacaccini, dois dos principais investigadores do incidente envolvendo o aparecimento de uma inusitada criatura na cidade do sul de Minas Gerais. Há ainda os depoimentos das duas irmãs adolescentes (Valquíria Aparecida Silva e Liliane de Fátima Silva) que avistaram o ser em terreno da rua Benevenuto Braz Vieira - Jardim Andere, juntamente com Kátia Andrade Xavier, na tarde de 20/01/1996. A mãe das duas meninas relata que, dias após, recebeu a visita de quatro homens vestidos com ternos pretos, os quais ofereceram alta soma em dinheiro para que as meninas mudassem sua versão dos fatos. Este bloco termina com Goulart entrevistando o médico Adilson Usier, do Hospital Humanitas e Hospital Regional de Varginha.





sexta-feira, 4 de abril de 2014

Foto mostra avião militar secreto sobre o Texas, EUA



Um objeto triangular escuro, sobre o Texas, foi registrado em foto e pode ser um avião militar secreto.

Enquanto alguns argumentam que imagens e avistamentos de OVNIs poderia ser atribuída a testes de vôos secretos de projetos negros e protótipos de aeronaves militares, um objeto em particular foi registrado no Texas esta semana e parece caber nesta ideia.

As imagens granuladas mostram uma nave triangular escura no céu de Amarillo, deixando um conjunto de rastros brancos atrás dele. Uma das fotos foi feita pelo entusiasta de OVNIs Steve Douglass, que também acompanha conversas de rádio, sugerindo que o objeto era tripulado.



“Os programas secretos tem sido expostos em todos os tipos de formas – por exemplo, o A-12 Blackbird foi divulgado por pressão”, disse Bill Sweetman da Aviation Week. “Até onde eu sei, esse tipo de coisa que aconteceu apenas uma vez desde 1956″.


Fonte : Arquivo UFO

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Atividade paranormal filmado dentro de loja



Um vídeo de vigilância gravou o momento em que uma tampa de vidro parece voar pela sala por conta própria.

Funcionários da loja em Gilford, New Hampshire, ficaram perplexos com uma filmagem que mostra um objeto sendo arremessado para o outro lado da loja, apesar de ninguém estar no local naquele momento.

“Eu ouvi esse big bang”, disse Heidi Boyd, que trabalha na loja e estava em outro ambiente quando o incidente aconteceu. “Eu olhei e já estava no chão. Estou muito assustada pois não faz sentido”, acrescentou a gerente Lisa Giles.

“Quem trabalha aqui há algum tempo, já pode presenciar outros eventos inexplicáveis. Quando abrimos a loja, vi um homem fantasma em pé próximo a porta.”


O filme foi recebido com um grau significativo de ceticismo, com críticos argumentando que o incidente poderia ter sido encenado para ganhar publicidade.

“Ao examinar coisas assim, é preciso aplicar um pouco de senso comum e examinar com a razão mais provável, e não saltar direto para a explicação paranormal “, disse o investigador paranormal Bryan Bonner.


Fonte : Arquivo UFO

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Universos paralelos podem existir



Há um outro você lendo este artigo neste momento em um universo paralelo?
O Dr. Brian Greene, escritor da Realidade Oculta – Universos Paralelos e as Profundas Camadas do Cosmos, crê que possa existir esta misteriosa peculiaridade na natureza, e discutiu suas possibilidades incríveis numa entrevista de TV de 3 minutos.
Um número crescente de cosmólogos estão de acordo com Greene de que somos mais do que um de muitos universos, e de que ao menos um desses outros mundos se encontra ao redor do nosso, talvez a só um milímetro de distância.
Não podemos ver este mundo, porque ele existe dentro de um tipo diferente de espaço das quatro dimensões de nossa realidade cotidiana.
Max Tegmark, do Michigan Institute of Tecnology – MIT, crê que este modelo de multiverso se baseia na física moderna, e eventualmente será comprovável.

“Isto não é ficção científica“, disse ele. “É ciência de verdade.”
Ao progredirem com as investigações no Grande Colisor de Hádrons do CERN, os cientistas estão falando cada vez mais sobre uma ‘nova física’ no horizonte, que promete ajudar aos investigadores a entender mais das incógnitas sobre o nosso universo.
Este novo enfoque inclui o desenvolvimento de uma melhor compreensão da energia escura, uma misteriosa força que alguns pensadores mais inovadores acreditam indicar que um universo “irmão” se esconda na nossa vizinhança.
Estranhas ocorrências têm sido observadas pelos cosmólogos, como a galáxia Andrômeda, a 2,2 milhões de anos luz de distância, se dirigindo a grande velocidade (320.000 km/h) em direção à nossa galáxia, a Via Láctea.
Este fenômeno tem sentido lógico se a gravidade que escapa de um universo invisível estiver unindo as duas galáxias.
Investigadores do telescópio espacial WMAP descobriram recentemente uma força 10.000 mais poderosa do que a Via Láctea, a qual oferece forte evidência de que um universo paralelo possa estar na área.
Em outra tentativa de buscar mudos paralelos, a NASA instalou o Espectrômetro Alfa Magnético – 2 na Estação Espacial Internacional, a fim de registrar os dados que poderiam resultar da existência de outros universos, alguns dos quais poderiam inclusive ser feitos de antimatéria.  O desvendar do mistério cósmico tem despertado o interesse de todo o mundo.
O projeto conta com o apoio da maioria dos países da União Europeia, como também do Taiwan, China, Rússia e Estados Unidos.
Poderia existir outro universo?
Em uma recente entrevista com a PBS, Clifford Johnson, o cosmólogo da Universidade do Sul da Califórnia, disse achar normal a discussão dentro deste contexto da ficção, mas que também é algo que os cientistas podem explorar.  Alguns sugerem que a matéria da qual somos feitos (matéria e as forças da nossa gravidade e magnetismo) são os elementos que nos aderem a este universo.
Eles não nos permite deixar nossas 4 dimensões de movimento – se mover para frente e para trás, para cima e para baixo, para a esquerda e para direita; e o senso de tempo.  Um outro universo pode existir bem próximo, mas para nós o observarmos ou comunicarmos com ele, devemos primeiro compreender suas diferentes dimensões.  Poderíamos visualizá-las como novos tipos de ‘irmos para os lados’.
Porém, a gravidade parece estar presente em todos os universos, e um podia poderá ser possível se comunicar entre outros universos através de alguma manipulação gravitacional futurística.  Como poderíamos nos sentir se um mundo paralelo for descoberto?  Johnson diz: “Isto poderia nos fazer sentir menos únicos como pessoas, ou talvez gratos; porque muitas coisas que não tenho encontrado tempo para fazer estão sendo feitas por uma cópia de mim em algum outro lugar!”
Greene adiciona que alguns universos podem ser quase indistinguíveis do nosso; outros podem conter variações de todos nós, onde existimos mas com famílias, carreiras e histórias de vida diferentes.  Em outros ainda, a realidade pode ser tão radicalmente diferente da nossa, que seria irreconhecível.
Especialistas predizem que à medida que as décadas vindouras passam, com a inteligência avançando exponencialmente, este conceito estranho um dia se tornará um fato comprovado.  Imagine visitar uma outra Terra onde um você alternativo esteja vivendo uma vida mais recompensadora do que a sua, e você pudesse trocar de lugar se ambos concordassem.
Isto merece uma pergunta: “O que poderia acontecer se o nossos ‘eus’ paralelos se encontrassem; combinaríamos as nossas diferenças para nos tornar melhores humanos, ou competiríamos um contra o outro?
Quando será possível conectarmos a um universo paralelo?  Com decisão e boa sorte, alguns especialistas predizem que este feito incrível possa ser obtido daqui 10 anos; outros menos entusiásticos acreditam que a tecnologia necessária para isto acontecer poderia ser desenvolvido nos próximos 50 ou 100 anos.

- Dick Pelletier
Dick Pelletier é um colunista semanal que escreve para numerosas publicações sobra a ciência do futuro e a tecnologia.  Pelletier também apareceu em vários programas de TV e possui um blog Immortaltech.

Fonte: Ethical Tecnology

terça-feira, 1 de abril de 2014

Pela primeira vez na história, uma equipe de físicos demonstrou que o teletransporte é possível


Pela primeira vez na história, uma equipe de físicos canadenses demonstrou que o teletransporte quântico de três fótons é possível, constituindo assim um avanço fundamental para a ciência. O mesmo procedimento só tinha sido realizado com dois fótons até agora.
O experimento conduzido por especialistas da Universidade de Waterloo, em Ontário, no Canadá, demonstrou três fótons entrelaçados uns aos outros, localizados em locais diferentes, a várias centenas de metros de distância. Isso prova a não-localidade quântica para mais de dois fótons entrelaçados, possibilidade teórica até então.
A primeira hipótese sobre o entrelaçamento quântico é de 1927, resultado de uma disputa sobre a mecânica quântica entre Albert Einstein e Niels Bohr.

Ao separar duas partículas que compartilham o mesmo estado quântico no nascimento, independentemente da distância entre elas, os princípios da mecânica quântica indicam que a mudança na rotação de uma das partículas causaria uma mudança correspondente no estado quântico da outra.
O argumento pode parecer absurdo à primeira vista, uma vez que não há comunicação entre partículas. Os teóricos da vez  chamaram este fenômeno de Teletransporte Quântico.
Até hoje, todos os experimentos realizados para testar essa hipótese tinham se esgotado em demonstrações para dois fótons entrelaçados. O avanço introduzido pelos físicos canadenses prova que o teletransporte de três fótons também é absolutamente possível.


Fonte : History