domingo, 30 de setembro de 2012

Homem fotografa supostos fantasmas em local de massacre




Foto foi registrada em Bornéu, na Indonésia, e mostraria fantasmas em fila. Em 'marcha da morte', 2.400 militares foram obrigados a caminhar 257 Km.



Ao refazer os passos de prisioneiros de guerra aliados durante a segunda guerra mundial, em um episódio que ficou conhecido como a “marcha da morte de Sandakan” em 1945, o major John Tulloch tirou uma foto do que seriam fantasmas de homens em fila, relembrando o episódio que aconteceu há quase sete décadas na região e Bornéu, na Indonésia.
Na imagem, o reflexo do vidro parece formar a imagem de seres esqueléticos, curiosamente no mesmo lugar onde 2.400 militares australianos e ingleses foram obrigados por soldados japoneses a caminharem por 257 Km, enquanto muitos morriam pelo calor, exaustão ou eram degolados ou perfurados por baionetas japonesas. Apenas seis prisioneiros sobreviveram, apenas porque conseguiram fugir.
Contudo, de acordo com o jornal “Daily Mail”, a foto, tirada em 2010, pode ser apenas uma ilusão fotográfica causada por uma toalha estampada no painel do veículo, no momento em que a imagem foi feita. Junto com os militares, havia também 3.600 civis indonésios, que também foram forçados a marchar entre as regiões de Sandakan e Ranau.

Fonte: G1

sábado, 29 de setembro de 2012

CAÇADORES DE OVNIS - QUEDAS INTRIGANTES



Na manhã de 14 de maio de 2008, na Califórnia, um objeto de cor turquesa foi avistado descendo sobre o Rio Colorado. Depois, helicópteros militares transportaram um objeto resplandecente, enquanto o Exército se negava a dar explicações, inclusive intimidando a população local. Mas isto não é novidade, já que tanto na Virgínia quanto na Pensilvânia houve relatos de colisões que foram rapidamente encobertos pelo governo norte-americano. A equipe de Caçadores de Óvnis visita um destes lugares para tentar descobrir o que o governo está querendo ocultar.



sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Estátua budista pertencente aos nazistas esculpida em um meteorito de 15 mil anos





Uma estátua budista levada do Tibete para a Alemanha em 1938 por uma equipe enviada por nazistas para buscar "as raízes da raça ariana" foi esculpida há mil anos em um pedaço de meteorito, revelaram os cientistas encarregados de sua análise.
A estátua batizada de "O homem de ferro" pesa mais de 10 kg e mede 24 centímetros de altura. Acredita-se que representa o deus Vaisravana, uma importante figura do budismo.

Em 1938, uma expedição de cientistas alemães enviadas pelo governo nazista para descobrir a origem da chamada "raça ariana" descobriu esta estátua, que tem uma cruz suástica no ventre, e a levou para a Alemanha.
Uma equipe do Instituto de Estudos dos Planetas da Universidade de Stuttgart, dirigida por Elmar Buchner, analisou a estátua e descobriu que foi esculpida em um bloco proveniente de uma ataxita, um tipo pouco comum de meteorito ferroso, segundo estudo publicado na revista "Meteoritics and Planetary Science".

Esse meteorito teria caído na fronteira entre Mongólia e a Sibéria há cerca de 15.000 anos. Não se pôde datar com exatidão a escultura, mas seu estilo leva a pensar que teria vínculos com a cultura Bon, anterior ao budismo, no século XI.

Fonte : G 1

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Telescópio espacial registra imagem mais distante já feita do Universo




A Nasa publicou nesta terça-feira (25) uma foto que é a mais nova candidata ao título de imagem mais distante do Universo já obtida. Nela, aparecem galáxias que estão a até 13,2 bilhões de anos-luz da Terra.
A imagem é o resultado de dez anos de fotos feitas pelo Telescópio Espacial Hubble, que fica na órbita da Terra, fora da influência da atmosfera sobre as imagens. Antes de seu lançamento, em 1990, a maior distância que os astrônomos poderiam ver seria na ordem de 7 bilhões de anos-luz.

A foto recebeu o nome de “Extreme Deep Field” (“Campo extremamente profundo”, em tradução livre), abreviado pela sigla XDF.
Imagens como essa são importantes para o estudo dos primórdios do Universo. Segundo a teoria do Big Bang, a mais aceita pelos físicos, a origem do Universo ocorreu há aproximadamente 13,7 bilhões de anos.
Sendo assim, quando vemos uma galáxia que está a 13,2 bilhões de anos-luz da Terra, a enxergamos da maneira como ela era quando tinha “apenas” 500 milhões de anos.
Na semana passada, um estudo publicado pela revista “Nature” tinha identificado uma galáxia que poderia ser a mais distante já vista, também a cerca de 13,2 bilhões de anos-luz da Terra. A pesquisa tinha se baseado em imagens do próprio Hubble e do Spitzer, outro telescópio espacial.

Fonte : G1

Mistérios da Serra do Roncador




Luzes que sobrevoam, entram e saem na Serra do Roncador, passagem para a terra dos descendentes de Atlântida ou para outra dimensão, são alguns dos mistérios e misticismos que atraem turistas do Brasil e exterior que vão conhecer o município de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, em Mato Grosso.

A Serra do Roncador é o berço de todas as lendas e relatos místicos. Ela recebe o nome de Roncador porque o encontro do vento forte com as rochas produz um som assustador. No entanto, alguns moradores da região dizem que o som vem do interior da terra, já outros que o som são de óvnis que rondam a região. A serra possui 600 m de altitude e mais de 1 mil km de extensão, inicia no Mato Grosso e vai até o Estado do Pará.


Os inúmeros relatos ufológicos e místicos inspiraram, há 12 anos atrás, o vereador Valdon Varjão a criar a Lei Municipal nº 1.840, sancionada pelo ex-prefeito Vilmar Peres de Faria em 5 de setembro de 1995, para a criação de uma reserva com cinco hectares destinada à construção de uma pista de pouso de óvnis, o Discoporto, no Parque Estadual da Serra Azul, próximo à Serra do Roncador.

Contudo, até hoje não foi construído o aeroporto alienígena. O que existem são painéis pintados e uma nave espacial feita com chapas de aço que enfeitam o local para os visitantes. Além disso, não existem registros de visitas de seres extraterrestres no espaço destinado ao Discoporto.

Para o psicólogo, presidente da Associação Mato-grossense de Pesquisas Ufológicas e Psíquicas (AMPUP) e consultor da revista UFO, Ataíde Ferreira da Silva Neto, o Discoporto tem potencial de atração turística. “O vereador Valdon Varjão aproveitou as histórias que envolvem a região, abraçou a causa e criou a lei que destina o espaço para a construção do Discoporto. Ele foi chamado de louco e lunático. Só que, graças a ele, Barra do Garças foi destaque na mídia, pessoas do mundo inteiro se deslocam para cidade em busca das histórias e relatos”, afirma o psicólogo.

Ataíde Ferreira comentou que a notícia do Discoporto fez com que a cidade recebesse grande fluxo de visitantes, pesquisadores e curiosos que buscam informações sobre ufologia. O interesse pelo tema é tanto que a cidade possui inúmeras comunidades alternativas como Monastério Teurgico do Roncador, Vale do Amanhecer, Vale dos Sonhos, Rosa Cruz, Trigueirinho, Associação Pró-Fundação Vespertina, entre outras.



Criatura exposta no Museu de História Natural Wilson Estavanovic, em Uberaba, que presidente da AMPUP acredita que teria relação com lendas do local

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

As 10 perguntas mais curiosas sobre alienígenas




Não sabemos se estamos ou não sozinhos no universo, mas suspeitamos que não. Existem muitas chances de que exista vida em outros planetas, um assunto fascinante que provoca a nossa imaginação.

     
Entretanto, ao imaginar como seriam ou como se comportariam os alienígenas, a gente costuma fazer algumas presunções bastante antropocêntricas (ou seja, a gente acaba assumindo que eles são parecidos conosco de alguma forma), mesmo sem querer.
A ideia que temos de como um extraterrestre deve parecer foi moldada pelas artes e entretenimento que, de uma forma ou outra, criaram alienígenas que prestavam para contar uma história, embora fossem um pouco inacreditavelmente parecidos conosco.
Vamos fazer de conta que a humanidade está a ponto de fazer contato com uma espécie, uma civilização que viva perto de nós. O que podemos e o que não podemos presumir acerca deles? Vamos dar uma olhada, bem especulativa, em alguns fatores que merecem um pouco de consideração, e como eles estão relacionados à ciência real e à ficção científica.


10 – APARÊNCIA



Todo mundo imagina os alienígenas como sendo humanóides, ou pelo menos com aparência terráquea. Mesmo quando tentamos inventar alienígenas que não se pareçam conosco, buscamos inspiração da fauna terrestre: répteis, crustáceos, ou insetos – só que com tamanho de gente ou um pouco maiores.
Esta ideia é baseada em algumas pressuposições, como a de que eles têm uma bioquímica semelhante à nossa, ou seja, são organismos multicelulares, com esqueleto, membros para deslocamento e para manipulação do ambiente, cérebro grande o suficiente para alguma cognição.
Mas a evolução deles pode ter tomado outro caminho: eles podem ter outro tamanho, não ter cabeça, ou não ter membros semelhantes aos que vemos no nosso planeta. Eles não precisam nem mesmo ter a mesma bioquímica que nós. Eles poderiam ser criaturas baseadas em silício, com uma estrutura cristalina, e viver em lugares de alta temperaturas, etc.

9 – ENERGIA?



Todos os seres vivos consomem energia na forma de alimento, e o alimento que os alienígenas consomem depende da bioquímica deles. Como serão os alienígenas, então? Como os elementos que nos fazem são os mais abundantes do universo, não é um exagero pensar que eles podem ter uma dieta similar à nossa, pelo menos na parte da química.
Mas será que eles nos verão como presa, ou predador? Como competição, ou intrusão? Ou até como montes fedorentos de resíduos? E como eles se parecerão para nós? Será que a dieta deles vai nos causar nojo, se, por exemplo, forem organismos baseados em amônia? Será que estarão buscando comida ou estarão pensando em alimentar os famintos? Será que a gente vai ser incluído nos “famintos” sem parecer uma espécie inferior?

8 – QUAL A HISTÓRIA DELES?



A história da humanidade inclui bons momentos e maus momentos, mas não deixa de ser uma história interessante, começando 3,5 bilhões de anos atrás, com extinções em massa, eras do gelo, povoamento do planeta, guerras, pestes, campos de concentração e gênios militares e pacifistas.
E os alienígenas, como será a história deles? A maneira que eles abordarem a gente vai ser um indício disto. Será que eles evoluíram em uma sociedade pacifista, e vão nos abordar com certa ingenuidade e boa vontade? Ou será que estão acostumados com a violência e tem tanto aparato bélico quanto diplomático bem desenvolvidos?
Jared Diamond e Stephen Hawking acreditam que existe alguma possibilidade deles serem parecidos conosco, e neste caso viriam para nos dominar, quer pela força ou pela persuasão. Mas esta é uma possibilidade entre muitas.

7 – O QUE ELES ESPERAM DE NÓS?



Nós temos esperança que um contato alienígena traga benefícios mútuos, com cooperação científica, exploração espacial, compartilhamento de recursos e talvez até apreciação de arte.
Mas existe a possibilidade dos alienígenas estarem interessados em nós como nós estamos interessados no gado e nas plantas e animais domesticados: tratamos eles bem, na medida do possível, mas ainda assim os usamos para nosso benefício.
Ou talvez eles tenham este receio em relação à nós, e por isto não estejam tão animados em fazer um contato. Considerando nossa história, seria bem justificado.

6 – ELES SÃO INTELIGENTES?



Imagine só encontrar com um Neandertal. Você pode até conseguir entabular uma conversa, e ele vai compreender alguma coisa, se for relacionada com caça e construção de ferramentas simples, mas talvez ele não consiga entender conceitos mais elevados, como arte, diplomacia, metafísica ou semântica, pelo menos não da forma que nós entendemos. Sendo assim, vai ser um encontro um pouco frustrante…
Um encontro com uma inteligência alienígena pode apresentar o mesmo tipo de frustração, mas por parte dos alienígenas. Como será que eles reagiriam a uma humanidade incapaz de compreender o mínimo necessário para manter uma conversa inteligente com eles? Por outro lado, pode ser também que exista um “nível universal mínimo de inteligência” e a gente tenha atingido o mesmo (e aí, conseguiríamos uma compreensão mútua).
H. P. Lovecraft desenvolveu um conceito, chamado cosmicismo, ou “terror cósmico”, que descreve a incapacidade da humanidade de compreender as enormes forças que governam o universo, e propôs que a magnitude destas forças faz com que a gente seja insignificante no “grande esquema das coisas”. O universo seria para nós algo incompreensível, alienígena, aterrorizante. É uma possibilidade…

5 – ELES DESENVOLVERAM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL?



Esse é um tema de ficção científica recorrente, e daí tiramos a ideia de que é possível desenvolver uma inteligência artificial que possa agir conforme seus próprios interesses, em vez dos nossos, a ponto de nos ameaçar. Algumas pessoas consideram o problema tão sério que, através do Singularity Institute, querem garantir que toda pesquisa em inteligência artificial seja feita de forma responsável.
Mas não temos como controlar o desenvolvimento de IA por outras civilizações com as quais não temos contato ainda. Apesar da possibilidade ser baixa, ela existe, mas é mais baixa ainda a probabilidade que uma inteligência alienígena também não tenha pensado na possibilidade de uma Inteligência Artificial rebelde.
Mesmo assim, é uma questão válida. E uma que tem produzido bons trabalhos de ficção científica.

4 – E A COGNIÇÃO E EMOÇÃO?



Estamos acostumados com pessoas da nossa cultura, que pensam mais ou menos da mesma forma. Mas se você for para a Amazônia, vai encontrar os Pirahãs, uma tribo que não acredita em nada que eles não tenham visto, e não é capaz de contar até 3.
Eles são inteligentes, mas a cultura deles simplesmente não desenvolveu a ideia de números. E olha que eles são humanos, como nós. Extrapole agora esta diferença para uma espécie alienígena, e para outros campos além da capacidade de contar. O abismo que nos separa dos alienígenas pode ser imenso!
E não só no aspecto cognitivo; nossas emoções também podem ser completamente diferentes. Atualmente, existem algumas hipóteses que dizem que as nossas emoções são subprodutos da evolução. É possível que uma civilização alienígena, tendo percorrido um caminho evolucionário completamente diferente, não compreenda o significado de uma gargalhada, não se maravilhe ou tenha medo do que nos maravilha e amedronta.
E pode ser que as emoções que eles sintam, a gente não possa nem pensar em compreender. Isto dificultaria bastante a diplomacia interplanetária.

3 – CONHECIMENTO DO UNIVERSO?



Pode ser que os alienígenas tenham um conhecimento mais profundo e mais sofisticado do universo que nós. Pode ser que eles tenham elucidado a natureza da matéria e da energia escuras, pode ser que tenham um mapa muito mais preciso do universo, e pode ser até que saibam como utilizar a topologia do espaço-tempo a seu favor, algo que a gente só consegue explorar na imaginação, por enquanto.
Mas pode ser que eles tenham uma compreensão limitada do trabalho e conhecimento que outras civilizações são capazes. Por outro lado, como a espécie humana continua evoluindo, pode ser que uma humanidade mais inteligente ou uma espécie mais inteligente que nós derive da espécie humana em 20 mil ou um milhão de anos.

2 – LONGEVIDADE?



Existem muitas formas pelas quais a vida pode acabar, desde as incertas e aleatórias, como uma praga, uma explosão de raios gama, ou uma supernova, até as distantes e inevitáveis, como quando as estrelas terminarem todo o combustível nuclear e cessar toda fusão nuclear, em 97 trilhões de anos, ou então quando os prótons começarem a decair, daqui a 1034 anos, ou quando tudo que restar for fótons, em 10100anos. Ou então daqui a pouco, se a gente estiver em estado de falso-vácuo.
É de se supor que qualquer forma de vida avançada queira prolongar sua existência indefinidamente, no estado atual ou algum tipo de estado elevado. Que providências eles poderiam tomar para garantir a continuidade da existência?
Algum tempo atrás, quando o Big Crunch era o cenário mais plausível para o fim do universo, o físico Frank Tipler propôs uma solução: a criação de um computador infinitamente poderoso, que pegaria toda a energia do Big Crunch e rodaria uma simulação de todo o universo a partir do último segundo do tempo “físico” (ou seja, um segundo antes do “Big Crunch”). Nossa existência então faria parte desta simulação, como uma gigantesca matrix da qual não haveria escapatória.

1– ONDE ELES ESTÃO?



Temos uma boa ideia do que é preciso para que um planeta sustente vida, e até descobrimos vários sistemas estelares promissores. As más notícias é que não sabemos o que um planeta precisa ter para sustentar vida inteligente, e há pouca razão para acreditar que os poucos planetas habitáveis que encontramos realmente têm vida. As boas notícias é que examinamos um canto muito pequeno da galáxia, e só o fato de haver planetas habitáveis nas proximidades significa que a probabilidade de haver vida por aí é bastante alta.
Novamente, as más notícias são que estamos limitados pela física para chegar em lugares tão distantes em períodos de tempo razoáveis. Mesmo que consigamos viajar mais rápido que a luz, se a hipótese do Big Rip se tornar verdadeira, cada segundo que passa torna a viagem intergaláctica mais e mais improvável.
Supondo que algum dia possamos curvar o espaço-tempo para viajar a lugares distantes em poucos segundos, onde devemos procurar vida? Não são apenas planetas a certa distância de suas estrelas que devemos procurar. O tamanho, luminosidade, e as manchas da estrela contam, a órbita do planeta, componentes atmosféricos, rotação e inclinação do eixo, tamanho e distância de outros planetas orbitando a mesma estrela, e mesmo a forma e atividade da galáxia em que estão são fatores importantes a considerar.
De qualquer forma, não vamos viajar em busca de alienígenas tão cedo. Se isto for acontecer ainda nas nossas vidas, é provável que seja por que os alienígenas nos encontraram, e não o contrário.
Mas a vida extraterrestre é um assunto cativante, e esperamos que um dia a humanidade venha a saudar criaturas de outro planeta e estabelecer uma relação de mútuo benefício.

Fonte : HipeScience

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O caso de George Adamski




Segundo seu próprio relato, George Adamski teve seu primeiro contato com um homem de outro mundo, às 12:30 h do dia 20 de novembro de 1952.

Tal homem teria vindo à Terra em um disco voador. Uma nave de reconhecimento. Isto aconteceu no deserto californiano próximo à Parker, Arizona. Estavam presentes, também, o sr. George H. Williamson e senhora, o sr. A.C. Bailey e senhora além da secretária de Adamisk de nome Alice. Assim ele descreve o ocorrido :


"Era pouco mais de meio-dia. Tanto Betty Baley como a senhora Williamson ainda estavam tirando fotografias, quando ouvimos o ruído dos motores de um avião... Observamos o avião enquanto passava quase por cima de nós, até desaparecer no horizonte. Súbita e simultaneamente todos nós voltamos o olhar de novo ao cume da montanha sobre a qual passara o avião. Voando alto e silenciosamente via-se uma gigantesca nave prateada, em forma de charuto, sem asas nem acessórios exteriores de nenhuma espécie. Veio em nossa direção, muito lentamente, como se estivesse flutuando. Depois, pareceu pairar, ficando imóvel. O dr. Williamson exclamou nervosamente : Será uma nave do espaço?

À primeira vista parecia ser a fuselagem de um enorme avião. Habituada a duvidar e a reagir em face de nervosismos injustificados e nunca querendo aceitar conclusões precipitadas, especialmente em relação a naves aéreas, Lucy respondeu: Não, George, não me parece que seja!

Não tem asas nem quaisquer acessórios como os nossos aviões - persistiu Williamson. E voltando-se para mim:
O que e que lhe parece Adamski?
Antes que pudesse responder, Lucy interrompeu-nos:
Tens razão, George! Olhem! É todo cor de laranja na parte de cima !

Ficamos todos excitados quando as nossas suspeitas se confirmaram e começamos a falar todos ao mesmo tempo. Alice queria que eu tirasse o telescópio de dentro do carro e fotografasse a bela nave tão próxima. Baley queria que a sua mulher começasse a filmar o objeto enquanto estava a pairar, porém, ela ficara tão nervosa que não conseguiu regular a máquina com precisão. Quando se acalmou, já a nave começara a mover-se de novo. Os dois binóculos que tínhamos passavam rapidamente de mão em mão para que todos pudéssemos ver bem o objeto. E foi com o binóculo que notei uma marca preta, ou escura, no costado, como se tratasse de uma insígnia. Esta marca era inteiramente diversa de qualquer outra que tivesse visto antes. Tendo pertencido à Força Aérea durante a última guerra, o dr. George Williamson conhece as insígnias dos aviões de outros países tão bem quanto as nossas. Uma visão inesquecível.Podia ter sido observada facilmente por qualquer motorista que passasse pela estrada."

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Alienígenas do Passado - Alienígenas e Lugares Sagrados



São lugares sagrados do produto de reverência do homem a Deus - ou o resultado do contato com viajantes do antigo espaço? Templo de Jerusalém, o Monte tem sido chamado de um portal celestial. O santuário do Islã em Meca exibe uma Pedra Negra que acreditavam ter caído do céu. E o templo de Baalbek, no Líbano foi construído sobre uma estrutura de pedra maciça semelhante a uma pista. O homem encontra os seres divinos nesses lugares santos, ou eles poderiam ter encontrado extraterrestres antigos?





domingo, 23 de setembro de 2012

CONTATO EXTRATERRESTRE




De tempos em tempos surgem relatos de estranhas luzes nos céus da América Latina. De que se tratam? Seriam naves vindas de galáxias distantes? O que se esconde por trás de cada um destes casos?

Neste novo especial apresentado por History, testemunhas, ufólogos, cientistas, pilotos, astrônomos, físicos, controladores de voo e antropólogos vão em busca de uma resposta. Com investigações no México, Colômbia, Peru, Brasil, Uruguai e Argentina, além de arquivos confidenciais desclassificados e centenas de horas de material gravado por testemunhas, este programa vai apresentar as diferentes visões sobre os casos de relatos de OVNIs de maior repercussão da história da América Latina.



sábado, 22 de setembro de 2012

CAÇADORES DE OVNIS - OVNIS GIGANTES



Em 28 de janeiro de 1994, um piloto da Air France, sua tripulação e os passageiros avistaram um objeto voador vermelho brilhante em forma de disco. Estima-se que o tamanho do objeto era de cerca de 300 metros. Em 25 de abril de 2007, o comandante de um voo comercial que atravessava o Canal Inglês viu dois objetos amarelos brilhantes por mais de 15 minutos. Ele garante que seu tamanho poderia ser de mais de um quilômetro. O piloto de outro voo confirma a história, por isso a equipe de Caçadores de Óvnis não tem outra opção senão explorar os céus.




sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Contato (1997) - Filme completo



Baseado no livro homônimo de Carl Sagan, conta a história de uma astrônoma (Jodie Foster) que descobre um sinal de rádio inteligente vindo do Espaço. Desvendando o sinal, ela e outros cientistas descobrem que aquilo são instruções para a construção de uma enorme máquina, que os possibilitaria o contato com as formas de vida extra-terrestres.


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Papiro diz que Jesus se casou




Uma historiadora da Universidade de Harvard identificou um pedaço de papiro datado do século 4 que sugere que Jesus Cristo teria se casado. No fragmento, escrito no idioma copta, surgido do Egito antigo, há uma frase nunca vista nas Escrituras: “Jesus lhes disse: ‘Minha mulher...” A frase é interrompida neste ponto, mas, na linha de baixo, lê-se “...ela será capaz de ser minha discípula”.

“A tradição cristã sustentou por muito tempo que Jesus não era casado, mesmo sem provas históricas confiáveis para corroborar essa afirmação”, disse em nota a historiadora Karen King, que anunciou a descoberta num encontro de especialistas na cultura copta em Roma. Entretanto, Karen, de 58 anos, que já publicou vários livros sobre descobertas recentes relativas aos Evangelhos, lembra que “esse novo evangelho não prova que Jesus foi casado”.


A origem do fragmento é um mistério, assim como a identidade de seu proprietário, que preferiu o anonimato. Até ontem, a historiadora o havia mostrado apenas a um seleto grupo de especialistas em papirologia e na língua copta. Eles concluíram que a probabilidade de o fragmento ser falso é remota.
Mesmo com tantas questões pendentes, a descoberta pode reacender o debate em torno da polêmica: Jesus foi casado? Maria Madalena foi sua mulher? Ele teve uma mulher entre seus apóstolos? São perguntas feitas desde os primeiros séculos da Cristandade, mas que se tornam relevantes hoje com o debate em torno da possibilidade de mulheres assumirem funções de padres.

Ineditismo. Antes de partir para Roma, Karen recebeu em seu escritório, na quinta-feira, os jornais The New York Times, The Boston Globe e uma revista de Harvard. Apesar de reiterar que sua descoberta não prova que o Jesus histórico tenha sido casado, ela disse que o achado é “excitante” porque é a primeira declaração atribuída a Jesus ele diz que tinha uma mulher.

“Esse fragmento sugere que alguns dos primeiros cristãos tinham uma tradição na qual Jesus era casado”, diz ela. “Sabemos que existia uma controvérsia no século 2 sobre o casamento de Jesus, assim como um debate sobre se os cristãos deveriam se casar ou fazer sexo.”

Karen diz que ficou sabendo do que chama de “O Evangelho da Mulher de Jesus” quando recebeu, em 2010, um e-mail de um colecionador de papiros coptas, gregos e arábicos com um pedido de ajuda para traduzir o documento, O colecionador o comprou em 1997 de um professor de egiptologia alemão. Não se sabe onde, quando ou como o papiro foi descoberto originalmente.

Karen recebeu o fragmento de dezembro passado. Após três meses, ela o levou a Nova York para mostrá-lo a dois papirologistas, das renomadas Universidades de Nova York e Princeton. Eles concluíram que “é algo impossível de falsificar” e que o significado das palavras “minha mulher” não pode ser questionado. A idade do fragmento será confirmada por espectroscopia.

A pesquisa de Karen deve ser publicada em janeiro na revista Harvard Theological Review. Ariel Shisha-Halevy, um respeitado especialista em copta da Universidade Hebraica de Jerusalém, também consultado pela especialista, disse acreditar que “o texto é autêntico”. / NYT e REUTERS

Fonte : Estadão.com.br

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Teletransporte na China capturado por câmera de vigilância



Uma suposta camêra de segurança, na China, filmou o que parece ser um salvamento de outro mundo. Uma pessoa, de capuz, impede um acidente entre um pequeno caminhão e uma motocicleta. Como? Por teletransporte. Em uma fração de segundo, os dois aparecem no outro lado do cruzamento, e a pessoa do capuz sai misteriosamente do local. Assista o suposto acontecimento abaixo:




terça-feira, 18 de setembro de 2012

A cidade antiga submersa descoberta no Lago de Qiandao




Em 1959, o governo comunista da China construiu sua primeira usina hidrelétrica no condado de Chun'an para abastecer com energia às cidades do leste do país, como Shanghai e Hangzhou. Por este motivo, as cidades de Shicheng e Hecheng foram submersas no Lago de Qiandao junto com 27 aledeias e mil vilas. Com isso, 290 mil habitantes migraram da região.



Em março de 2011, a revista Chinese National Geography publicou uma série de fotos mostrando a beleza das cidades submersas, chamando novamente a atenção do público aos dois cenários históricos.

Hecheng, construida há 1800 anos, era uma cidade comercial e próspera, mas foi destruída em sua maior parte após o alagamento. Enquanto a cidade de Shicheng, ou cidade de Leão, cujo nome vem da Montanha dos Cinco Leões, foi construída há 1400 anos. Até hoje preserva muitas ruínas, pagodes, templos, arcos e cemitérios sob a água.

Em 2001, uma companhia de mergulho de Beijing começou a desenvolver projetos turísticos no Lago de Qiandao. O governo local lembrou a história das cidades antigas e pediu a ajuda dos mergulhadores para localizá-las. A descoberta foi incrível! Os mergulhadores encontraram o muro da cidade e até pegaram um tijolo.

Entre 2001 e 2011, o governo local organizou cinco expedições para descobrir detalhes da cidade de Shicheng. Para Liu Jinyong, gerente de um clube de mergulho em Chun'an, a cidade antiga nas profundezas do Lago de Qiandao é a mais bonita que já viu. As vigas, escalas e tijolos de algumas casas não apodreceram; o muro dos pátios parece intacto, com esculturas bem trabalhadas. Tirando a lama no muro, pode se ver a cal nas fendas dos tijolos; o portão-arco oeste da cidade ergue-se sem perder o funcionamento. Os mergulhadores até descobriram uma telha esculpida com caracteres que diziam "Fabricado no 15º ano do Imperador Guangxu".

Graças ao sistema de GPS, os pesquisadores localizaram os principais edifícios, ruas, ruínas e arcos da Cidade de Leão. Ao todo, são mais de 200 arcos comemorativos submersos na água.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Alienígenas do Passado - Alienígenas e Monstros



A escritura indu descreve uma enorme criatura voando chamada de Garuda que abalou o chão quando ele pousou na Terra. É possível que esse monstro era na verdade uma nave alienígena mal interpretado? São híbridos, como o Centauro, o Minotauro e Medusa criaturas míticas apenas da fantasia - ou podem ser representações antigas de monstros terríveis que foram o resultado de avançados procedimentos de transplante de extraterrestres?


domingo, 16 de setembro de 2012

7 motivos para você meditar




“Meditação? Coisa de monge, não serve pra mim”, pensa o leitor. A ideia de parar, respirar fundo, acalmar a mente e afastar as distrações pode soar absurda diante das nossas rotinas diárias – quem tem tempo para isso? Contudo, seus benefícios podem fazer cada minuto investido valer a pena. Listamos a seguir sete razões para você dar uma chance à meditação (sem ter que entrar em um mosteiro):



1 – DIMINUI A DOR
De acordo com estudo publicado no periódico Journal of Neuroscience (edição de 6 de abril de 2011), uma sessão de 1h30 de meditação pode diminuir pela metade a sensação de dor. Os participantes da pesquisa foram submetidos a um teste de dor antes e outro depois de meditar – e o efeito analgésico foi observado por meio de ressonância magnética.
Outra pesquisa, divulgada em 2010 pela revista Pain, revelou que pessoas que meditam regularmente não se incomodam tanto com dores. Aparentemente, o fato de conseguirem focar no momento presente faz com que não antecipem tanto a dor, reduzindo seu impacto emocional.

2 – MELHORA SUA VIDA SEXUAL
Aprender a manter o foco no presente (uma das habilidades desenvolvidas pela meditação) pode tornar as experiências sexuais mais prazerosas: de acordo com estudo publicado em 2011 pela revista Psychosomatic Medicine, o foco ajuda a afastar pensamentos que distraem e, assim, leva a pessoa a aproveitar o momento.

3 – EVITA ARMADILHAS MENTAIS
Às vezes, ficamos presos a determinados hábitos e formas de pensar que nos atrapalham na hora de resolver um problema. “Essa dificuldade de se desfazer de respostas velhas, habituais e não adaptativas e adotar soluções melhores pode estar por trás de muitas das nossas dificuldades diárias”, diz o pesquisador Jonathan Greenberg Ben-Gurion, da Universidade de Negev (Israel).
Em estudo divulgado pelo site PLoS ONE em maio de 2012, Ben-Gurion e sua equipe investigaram os efeitos da meditação na resolução de problemas. Depois de poucas semanas de treinamento, os participantes desenvolveram uma “mente aberta” e tiveram mais facilidade para adotar novas (e mais eficientes) estratégias para lidar com problemas.

4 – AUMENTA A RESISTÊNCIA MENTAL
Segundo pesquisa divulgada pelo periódico Emotion, a meditação pode tornar uma pessoa mais resistente aos efeitos de situações traumáticas, como lutar em guerras. Durante oito semanas, um grupo de soldados da Marinha dos Estados Unidos realizou duas horas semanais de meditação. Em comparação com os outros, eles demonstraram um estado mental mais equilibrado, memória mais eficiente e maior capacidade de entrar em estado de alerta sem perder o controle das emoções – uma espécie de “armadura mental”.

5 – AUMENTA A EMPATIA
A capacidade de se colocar no lugar do outro e demonstrar benevolência pode ser reforçada por meio da meditação, de acordo com estudo publicado no periódico PLoS ONE em março de 2008. Depois de praticar meditação compassiva (que envolve pensar em entes queridos, direcionar a eles pensamentos positivos e expandir estes pensamentos para outros seres vivos), os participantes passaram a demonstrar maior atividade nas áreas do cérebro ligadas à empatia quando ouviam determinados sons (como a voz de uma pessoa pedindo socorro ou a risada de um bebê).

6 – MELHORA SUA CAPACIDADE DE MANTER O FOCO
Em estudo divulgado pela revista Psychological Science em 2010, os participantes tiveram que desempenhar uma demorada e tediosa atividade em um computador. Depois de sessões de meditação budista, eles tiveram mais facilidade em perceber detalhes e manter a atenção enquanto realizavam a tarefa.

7 – FORTALECE SEU CÉREBRO
Até aqui, falamos sobre benefícios para a mente. Será que a meditação pode provocar alterações físicas no cérebro? Em pesquisa publicada no periódico Frontiers in Human Neuroscience em março de 2012, os participantes que praticavam meditação há anos apresentavam mais “dobras” em seu córtex cerebral – e, como consequência, eram capazes de processar informações com maior facilidade.
Em outro estudo, divulgado na revista NeuroImage em julho de 2011, foi constatado que adeptos da meditação têm ligações mais fortes entre áreas do cérebro e apresentam menos efeitos de atrofia cerebral ligados ao envelhecimento

Fonte : Hype Science












sábado, 15 de setembro de 2012

CAÇADORES DE OVNIS - PRECIPITAÇÃO RADIOATIVA



Em 29 de dezembro de 1980, Betty Cash, Vickie Landrum e Colby Landrum saíram para um passeio que se transformaria em pesadelo. Aproximadamente às 9 horas da noite, dirigindo através do bosque no Texas, eles avistaram um imenso objeto em forma de diamante que emitia chamas. Nesta mesma noite, os três tiveram náuseas, vômitos, diarréia, fraqueza e sensações de queimadura por todo o corpo. Os sintomas de Betty pioraram a ponto dela ter que ir para o hospital, sem poder andar e perdendo pedaços de pele e cabelo. A equipe de Caçadores de Óvnis reabre a investigação sobre o que aconteceu a este grupo de pessoas e os "efeitos alienígenas" que eles experimentaram.



sexta-feira, 14 de setembro de 2012

AREA Q FILME COMPLETO LEGENDADO



Quixadá, 1979. O fazendeiro João Batista (Murilo Rosa) é surpreendido ao ser abduzido por seres extra-terrestres. Ele retorna com poderes, o que faz com que se torne um mito local. Duas décadas depois, o jornalista investigativo Thomas Matthews (Isaiah Washington) chega à cidade. Enviado por um jornal americano para desvendar os relatos de OVNIs na região, Thomas ainda sofre pelo misterioso desaparecimento de seu filho, ocorrido há pouco tempo. Ao entrevistar algumas pessoas abduzidas, Thomas percebe que há fundamento no relato delas e que, de alguma forma, os eventos da região estão ligados ao sumiço de seu filho.





quinta-feira, 13 de setembro de 2012

As 10 criaturas mais misteriosas e aterrorizantes das lendas urbanas




O medo é bastante verdadeiro. Mas e as criaturas? Seriam elas verdadeiras? Ou imaginação? Se um dia elas realmente já pisaram na Terra, parece ser um mistério. Mas elas são o assunto de filmes, documentários, livros, músicas… E todo boato tem que nascer de uma ponta de verdade. Ou não? Confira as 10 criaturas mais bizarras das lendas urbanas:



   
1) O DEMÔNIO DE DOVER



Uma criatura desproporcionalmente grande, com a cabeça em forma de melancia, olhos brilhantes cor de laranja, braços e pernas finas, dedos finos, calva, com a pele áspera, de um tom bronzeado, com a textura de uma lixa. Esse é o Demônio de Dover. Nele, faltavam características faciais como nariz, ouvidos ou boca. Dizem que ele media 91 centímetros, e fazia um barulho descomunal que soava como um grito de falcão combinado com um assobio de cobra. Esta criatura foi avistada em três ocasiões diferentes na cidade de Dover, Massachusetts, EUA, em 21 e 22 de abril de 1977. Devido a sua aparência, há especulações de que ele seja um alienígena, ou o resultado de algum tipo de experiência, ou seja, um híbrido humano ou um híbrido alienígena, enquanto outros sugerem que ele veio de outra dimensão.

2) O DEMÔNIO DE JERSEY



Segundo a lenda, essa criatura habitou o sul de Pine Barrens, em Nova Jersey, EUA, desde o início de 1800 até o século 20. É geralmente descrita como um bípede voador. Tem asas de morcego e uma cabeça parecida com um cavalo, além de cascos. A lenda da criatura deriva de um conto sobre “Mãe Leeds”, uma bruxa local, que teria invocado o demônio ao dar à luz a seu 13º filho. Quando o bebê nasceu, imediatamente se transformou na criatura demoníaca e voou para os arredores. O Demônio de Jersey foi responsabilizado por mortes de gado, e muitas trilhas estranhas e sons bizarros. No início de 1900, dezenas de pessoas em Nova Jersey e estados vizinhos alegaram ter presenciado o Demônio de Jersey, ou ter encontrado evidências suas em trilhas estranhas.

3) MONSTRO DE FLATWOODS



O monstro pode ser na verdade uma forma de extraterrestre. A criatura foi flagrada nas proximidades de um OVNI de grandes dimensões que pairava acima ou descansava no chão da cidade de Flatwoods, no condado de Braxton, em West Virginia, EUA, em 12 de setembro de 1952. Segundo os relatos, a criatura era enorme; tinha pelo menos 3 metros de altura. Seu rosto lançava um brilho avermelhado, e seu corpo era verde. Sua cabeça tinha a forma de um coração, ou um Ás de Espadas, e os olhos não eram humanos. A criatura estava vestindo uma espécie de roupa escura, semelhante a uma saia. O monstro não carregava armas visíveis, mas seus braços avantajados terminavam em longos dedos com garra.

4) HOMEM-CORUJA



Os primeiros relatos dessa criatura aconteceram em Mawnan, Cornwall, exatamente em 17 de abril de 1976, onde a criatura foi vista pairando sobre a torre da igreja Mawnan. Outros avistamentos bastante estranhos continuaram ocorrendo até agosto de 1978, todos nos arredores da igreja. Essas visões cessaram em 1995. Considerando seu nome, as pessoas dizem que a criatura parece uma coruja, é do tamanho de um homem, tem orelhas pontudas, olhos vermelhos e garras pretas na forma de pinças. Seu corpo tem algumas semelhanças com outra criatura famosa, o Mothman (Homem Mariposa, Homem Borboleta), na medida em que é descrito como tendo asas grandes e uma cor acinzentada. Curiosamente, há muitos relatos de OVNIs, assim como animais se comportando estranhamente, pouco antes de avistamentos das duas criaturas.

5) HOMEM-LAGARTO



Assim como a criatura acima, o nome já diz tudo. O monstro meio homem, meio lagarto, habita as áreas de pantanal em torno de Lee County, South Carolina, EUA. As aparições começaram em 29 de junho de 1988, sendo que a observação mais recente foi em fevereiro de 2008. A criatura é descrita como tendo 2,18 metros de altura, bípede, pele escamosa verde e olhos vermelhos brilhantes. Relatos indicam que ele tem três dedos em cada pé e três dedos em cada mão. No final dos dedos, há uma almofada circular que, aparentemente, permite que a criatura grude na parede. Como evidenciado pelos danos causados a veículos daqueles infelizes o suficiente para encontrá-lo, a criatura também possui uma força incrível, claramente capaz de despedaçar um carro.

6) BUNYIP



Os que cresceram na Australásia (primitivas Austrália e Nova Zelândia), o bunyip (que significa demônio na língua nativa) é familiar. O bunyip é uma criatura da mitologia aborígene australiana, que espreita pântanos, riachos, leitos de rios e poços. Ele foi descrito como uma estrela do mar gigante que anda sobre a terra. Outras denominações comuns de jornais do século 19 incluem “cara parecida com cachorro”, “pele escura”, “rabo parecido com cavalo”, “nadadeiras e presas como de uma morsa” ou “chifres ou bico de pato”. O primeiro uso da palavra bunyip para descrever a criatura apareceu em um jornal em 1845: “O Bunyip une as características de um pássaro e de um jacaré. Tem uma cabeça semelhante a uma ema, com um longo bico, na extremidade do qual há bordas serrilhadas, como uma arraia. Seu corpo e pernas são da natureza do jacaré. As pernas traseiras são muito grossas e fortes, e as pernas dianteiras são ainda mais compridas, e também fortes. Suas extremidades são decoradas com garras longas, mas os negros dizem que seu método habitual de matar suas presas é enforcando-as à morte em um abraço fatal. Quando na água, ele nada como um sapo, e quando em terra, anda sobre as patas traseiras e a cabeça erguida, posição na qual mede 3 a 4 metros de altura”.

7) SIGBIN



O sigbin é uma criatura das Filipinas que sai à noite para sugar o sangue das vítimas. Dependendo da região e da lenda, diz-se que o sigbin lembra um bode sem chifres, um corvo ou algo vagamente parecido com o Chupacabra. O que é mais comum em todas as lendas é que sua cabeça está pendurada entre as suas pernas traseiras, que são muito mais curtas do que os membros posteriores. Ele anda para trás (sim!) com a cabeça abaixada entre as pernas. A criatura também tem a capacidade de se tornar invisível para outras criaturas, especialmente humanos. Tem orelhas muito grandes que podem bater palmas como um par de mãos, e uma cauda longa e flexível que pode ser usada como um chicote. Dizem que ele emite um cheiro horrível. As suas duas pernas longas, parecidas com a de gafanhoto, lhe permitem saltar grandes distâncias. A criatura anda por aí à noite em busca de crianças para devorar, mas sempre guarda o coração para fazer amuletos. A maioria das histórias e avistamentos são originários da região Cebu. No entanto, cientistas em Bornéu descobriram em 2005 um “gato-raposa carnívoro”, com as pernas dianteiras maiores, o que lhe dava um andar desajeitado e uma aparência física que se encaixa em muitas das descrições do sigbin (por exemplo, cauda longa, antebraços curtos, salta grandes distâncias, carnívoro), mas nenhuma evidência conclusiva foi encontrada.

8 ) O MONSTRO DA ILHA DE CANVEY



O monstro da ilha de Canvey é o nome dado a uma criatura incomum, cuja carcaça apareceu nas margens da ilha de Canvey, na Inglaterra, em novembro de 1954. Uma segunda carcaça, mais intacta, foi descoberta em agosto de 1955. O modelo de 1954 foi descrito como tendo 76 centímetros de altura, pele grossa marrom avermelhada, olhos salientes e guelras. Também foi descrito como tendo patas traseiras, com cinco dedos nos pés em forma de ferradura com arcos côncavos, o que parecia ser adaptado para a locomoção bípede, mas nenhum membro dianteiro. Seus restos mortais foram cremados após uma inspeção rápida de zoólogos que disseram que a criatura não representava qualquer perigo para o público. A carcaça de 1955 foi descrita como sendo semelhante à primeira, mas muito maior, tendo 1,20 metros de comprimento e pesando cerca de 11,3 kg. Estava suficientemente fresca para seus olhos, narinas e dentes serem estudados, embora nenhuma explicação oficial foi dada na época, como o que ela realmente era ou o que aconteceu com a carcaça.

9) MONSTRO POPE LICK



O Monstro Pope Lick aparece como um homem-bode, com um corpo grotescamente deformado. Tem pernas fortes cobertas de pêlo de cabra, um nariz aquilino e olhos grandes. Também tem chifres salientes na testa, curtos e afiados, aninhados no cabelo gorduroso que combina com a cor da pele nas pernas. Numerosas lendas urbanas existem sobre a origem da criatura, e sobre os métodos que emprega para reivindicar suas vítimas. Segundo alguns relatos, a criatura usa hipnose ou mimetismo de voz para atrair suas vítimas. Outras histórias afirmam que o monstro pula sobre os tetos de carros passando sob ele. No entanto, lendas mais diferentes contam que ele ataca suas vítimas com um machado coberto de sangue.

10) HOMEM-CABRA



Este monstro é descrito como um animal híbrido, uma mistura horrível de ambas as características humanas e de cabra, como chifres e cascos de cabra. A criatura parece ser uma moderna releitura dos sátiros, criaturas antigas encontradas na mitologia grega. No entanto, testemunhas afirmam que esse demônio não é uma invenção mitológica. O primeiro relatório da criatura apareceu em 1957, quando testemunhas relataram ter visto um monstro peludo e com chifres nas áreas de Forestville e Upper Marlboro, no Condado de Prince George. A besta aparentemente decidiu ficar quieta até o verão de 1962, quando foi acusada de matar pelo menos catorze pessoas – doze crianças e dois adultos – que estavam, segundo teorias, caminhando muito perto de seu covil. Os sobreviventes, que, naturalmente, permanecem não-identificados, afirmaram que o Homem-cabra despedaçou violentamente suas vítimas com um machado, ao mesmo tempo em que emitiu sons medonhos.

Fonte :Hipe Science

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Seria o novo Buda?




Palden Dorje, nome budista de Ram Bahadur Bomjon, (Ratanapuri, Nepal, 9 de abril de 1990) é um jovem budista nepalense que vem recebendo milhares de visitantes e a atenção da mídia por estar meditando durante meses seguidos sem, aparentemente, consumir alimentos ou água.

Dorje iniciou a sua meditação em 16 de maio de 2005, desapareceu de sua cidade em 11 de março de 2006, reaparecendo em outra localidade do Nepal em 26 de dezembro de 2006. Desapareceu novamente em 8 de março de 2007. Em 26 de março de 2007, foi encontrado por inspetores da polícia, meditando dentro de um fosso quadrado de sete pés de profundidade, em um outro ponto de Ratanapuri.



Em um documentário produzido pela Discovery Channel, Dorje foi filmado meditando ao lado das raízes de uma imensa árvore por cinco dias consecutivos, tempo que acredita-se que o ser humano é capaz de sobreviver sem consumo de água. Além da Discovery Channel comprovar que ele sequer se moveu durante esse período, especialistas em nutrição ficaram pasmos com o fato de que sua pele não ficou ressecada e que, mesmo estando a no máximo 15 graus Celsius (e talvez abaixo de zero durante a noite), por vezes gotas de suor escorriam pelo seu rosto.

Em 19 de Janeiro de 2006, as suas vestes pegaram fogo espontaneamente, mas nenhum vestígio de queimaduras foi encontrado no seu corpo apesar de prolongados minutos de exposição ao fogo, conforme testemunha um vídeo recolhido pelos seus fiéis em Bara.

Família, infância e monastério

Dorje nasceu de uma família simples de agricultores e foi o terceiro de cinco filhos. Sua mãe conta que durante a gravidez de Bomjon ela se tornou incapaz de comer carne sem adoecer. Seu filho igualmente nunca aceitou a carne e desde pequeno já se ausentava de casa por longos intervalos para meditar. Demonstrava grande felicidade ao ver um lama ou uma pessoa sagrada e meticulosamente imitava-os.

Ainda segundo a narrativa de sua mãe, Palden Dorje sempre levou os seus estudos a sério e raramente brincava com outras crianças, decidindo em vez disso permanecer sozinho. Recusava-se a participar de disputas e foi sempre calmo. Seu passatempo preferido era dedicado à escrituras sagradas e a meditação. Diante desse comportamento, seu pai o enviou para estudar com dois Lamas em sua aldeia. Depois que Ram Bomjon decidiu abraçar uma vida religiosa, ele foi levado para ser educado pelo Guru Som Bahadur Lama que vivia em Sudha.

Palden Dorje foi iniciado junto com um grupo de nove outros estudantes, mas recusou-se a cortar o seu cabelo antes da iniciação, rompendo uma tradição budista. Foi depois desta iniciação que recebeu o nome budista.

Conforme os costumes, os iniciados deveriam meditar durante até um mês em uma caverna. Seu professor Som Bahadur Lama ficou surpreso com a tranqüilidade de Palden Dorje ao adaptar-se à situação, requerendo pouco alimento. Depois de concluir a sua educação budista durante dois anos, todos os nove iniciados foram a Lumbini, o lugar de nascimento do Senhor Buda, por turismo.

Palden Dorje foi fortemente influenciado por este lugar e aprofundou ali a sua determinação religiosa. Os outros oito iniciados retornaram, mas ele recusou voltar. Em vez disso, ele foi a Dehradun para aumentar a sua educação religiosa com os Lamas de Dehradun e depois retornou a cidade à beira do lago de Pokhara. Em seguida atravessou um período enfermo e pediu à sua família para evitar alcool e carne, afirmando que isso poderia piorar seu estado. Logo depois, sem estar totalmente recuperado, desapareceu.


Fonte : CUB

terça-feira, 11 de setembro de 2012

O PAPA JOÃO XXIII em contato com extraterrestre




Uma das revelações mais espetaculares já divulgadas sobre o Vaticano narra o episódio relatado pelo assistente do Papa João XXIII (1881-1963) que, em declarações à imprensa em 2005 disse que o evento mais estranho envolvendo o Sumo Pontífice foi um encontro entre sua santidade e um homem de outro planeta, um extraterrestre.

Segundo o secretário papal, Loris Capolvilla (um dos mais velhos bispos católicos em 2012), o Papa João XXIII teria tido um contato cordial com um alienígena nos jardins da pontifícia residência de verão, em Castel Gandolfo.


O incidente aconteceu em Julho de 1961 quando João XXIII, também chamado o Papa Bom passeava em companhia de Capolvilla. Depois de caminhar ali uns poucos minutos, ambos observaram no céu um estranho objeto oval que emanava uma luz brilhante de coloração azul e âmbar. A nave manteve-se no ar por alguns momentos antes de pousar no relvado.

Então, um ser com forma humana cercado por uma aura dourada e orelhas alongadas saiu da espaçonave. O Papa e seu secretário ajoelharam-se, mesmo sem saber exatamente o que estavam vendo - e começaram a rezar acreditando que tratava-se de um fenômeno ou milagre celestial.

Passados alguns instantes, o Papa decidiu aproximar-se da criatura e começou a conversar com o estranho. Esta conversa durou cerca de 20 minutos. Depois da confabulação, o Papa voltou a reunir-se com o secretário e confidenciou-lhe a seguinte mensagem:

Os filhos de Deus estão por toda parte embora, às vezes, tenhamos dificuldade em reconhecer nossos próprios irmãos.

Depois, declarou que não falaria mais sobre o assunto e jamais João XXIII revelou, nem mesmo aos seus mais fiéis colaboradores o inusitado acontecimento.

Recentemente, autoridades do Vaticano comentaram a alta probabilidade de existência de vida humana ou inteligente extraterrestre, fato que causa polêmica mesmo entre os religiosos.

Uma dessas declarações partiu do diretor do Centro de Observações Astronômicas do Vaticano, José Gabriel Funes que, em entrevista concedida ao jornal oficial da Santa Sé, L'Osservatore Romano, disse que não somente existe a vida extraterrestre mas que ela seria obra de Deus.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Alienígenas do Passado - O Velho Oeste



Teóricos dos antigos astronautas acreditam que os estrangeiros têm visitado a terra há milhares de anos. Se assim for, poderemos encontrar evidências disso mesmo nas histórias do Velho Oeste dos Estados Unidos? Em Aurora, Texas, no cemitério local alega possuir o corpo de um alienígena cuja nave caiu lá em 1897. Em Utah, petroglifos retratam seres estranhos usando o que parecem trajes espaciais. No sul da Califórnia, fazendeiros do século 19 relataram ter visto uma criatura emergindo do Elizabeth Lake. E até mesmo em Tombstone, Arizona, a casa de Wyatt Earp e o local do tiroteio no OK Corral, cowboys alegaram ter atirado em um pássaro gigante metálicos, simplesmente estes são contos de fogueira, ou que os cowboys e os povos nativos do velho oeste americano, na verdade entram em contato com seres alienígenas de outro mundo, muito mais distante?


domingo, 9 de setembro de 2012

As Luzes de Hessdalen




Hessdalen é um pequeno vale na parte central da Noruega. No final de 1981 a 1984, os moradores do Vale ficaram preocupados e alarmados com estranhas luzes inexplicáveis que apareceram em vários locais em todo o Vale. Centenas de luzes foram observadas. No auge da atividade, havia cerca de 20 relatos em apenas uma semana.



O Projeto Hessdalen foi criado no Verão de 1983. Uma investigação de campo foi realizada entre 21 de janeiro a 26 de fevereiro de 1984. Cinqüenta e três observações das luzes foram feitas durante a investigação de campo.

Houve uma investigação de campo adicional, no inverno de 1985. No entanto, nenhum fenômeno foi observado durante o período em que os instrumentos da pesquisa estavam presentes.

As luzes ainda estão sendo observadas no Vale Hessdalen, mas sua freqüência diminuiu para cerca de 20 observações por ano. Uma estação de medição automática foi posta em Hessdalen em agosto de 1998.

Vejam as pesquisas em Hessdalen – Não há fraudes no filme


sábado, 8 de setembro de 2012

CAÇADORES DE OVNIS - ARQUIVOS DE OVNIS PERDIDOS



No início da década de 1950, James McDonald, um físico da Universidade do Arizona, mudou o curso da investigação sobre OVNIs. Por mais de 20 anos ele examinou relatos de OVNIs com muito cuidado, investigando mais de 500 testemunhos, revelando documentos governamentais, e chegando inclusive a testemunhar diante do Congresso americano em 1968. Ele realizou um estudo científico deste fenômeno que surpreendeu aos mais cépticos. Após sua trágica morte em 1971, seus arquivos foram parar nos arquivos da universidade, onde ficaram adormecidos até hoje. A equipe de Caçadores de OVNIs foi em busca destes documentos para apresentá-los pela primeira vez na televisão.





sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Inmet descarta hipótese de óvni de Três Pontas ser balão meteorológico




O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) descartou a hipótese do óvni (Objeto Voador Não Identificado) filmado por adolescentes na tarde de domingo (26), em Três Pontas (MG), ser um balão meteorológico. Segundo o responsável pela previsão meteorológica, Jorge Moreira, os balões são lançados pelo instituto apenas em Confins (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
“Pelo horário e pela distância em que o óvni foi flagrado, dificilmente seria um balão de sondagem. Pode ser algum outro tipo de experimento, de algum outro órgão ”, acredita o representante do Inmet.
A assessoria de imprensa do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), também informou que o órgão não solta balões do tipo no interior de Minas Gerais.

As imagens divulgadas pelo G1 chamaram a atenção de estudiosos em ufologia nos últimos dias. Para Ademar José Gevaerd, editor de uma das mais importantes publicações especializadas no assunto no país e que há 35 anos estuda a ufologia, caso não se trate de uma montagem, o vídeo pode ser considerado raro.
"Fiquei impressionado com as imagens e estamos consultando especialistas. Hoje em dia, com a tecnologia, é difícil saber o que é ou não é truque. Pode ser que estejamos diante de filmagens autênticas e caso elas sejam, são uma das mais impressionantes que existem. Já estamos acostumados no ramo da ufologia a deparar com casos e relatos autênticos que não são levados a sério pelas autoridades", diz ele.
A pedido da revista especializada, o vídeo foi analisado por um perito policial do Paraná, especialista em imagens e que coordena o grupo de ánalise de imagens da publicação sobre ufologia. Segundo o perito Toni Inajar, a hipótese do objeto se tratar de um avião ou helicóptero é descartada. Ele também não encontrou indícios de que o vídeo seja uma fraude. Conforme ele, ao que parece, ou seria um balão ou um objeto desconhecido, não tripulado.
"O objeto se encontra bastante afastado e a filmagem foi feita utilizando zoom máximo. Se mesmo assim fica difícil perceber com nitidez os contorno e nem se consegue identificar qualquer detalhe do objeto, não acho possível que estando no local e a olho nu se conseguisse divisar coisa melhor. Acho mesmo que o que viram foi algo bem aparentemente pequeno, devido à distância. A velocidade aparente de deslocamento, comparando com as nuvens, é bastante baixa, ao meu ver sendo inferior a de um helicóptero em deslocamento normal. Não há nada que indique se tratar de helicóptero, normal ou em escala (aeromodelo). Para mim são muito fortes os indícios de que se trata de balão, em particular balão solar, com um formado não usual, talvez formado pela adição (amarração) de diversos segmentos formando um único volume, com o propósito de tornar sua silhueta mais parecida com a discóide (elípse)", relatou o perito, após analisar as imagens por várias vezes.
A assessoria de imprensa do Comando da Aeronáutica informou ao G1  que não dispõe de estrutura ou de especialistas que possam analisar o suposto aparecimento de óvnis em território nacional. Ainda conforme a assessoria, desde fevereiro de 2009, todos os registros do tipo são encaminhados periodicamente para o Arquivo Nacional, onde podem ser acessados e estudados por qualquer interessado no assunto.
O caso
As imagens foram gravadas por quatro adolescentes por volta de 17h do dia 26 de agosto no quintal de uma casa do bairro Filadélfia, em Três Pontas, onde as crianças brincavam no quintal com uma câmera fotográfica. No vídeo, o Óvni (Objeto Voador Não Identificado) aparece entre as nuvens. Quando as crianças acionam o zoom do equipamento, o objeto fica em foco por alguns segundos no centro da tela. Pouco depois, o objeto desaparece rapidamente. Durante a gravação, é possível ouvir a expressão de espanto dos adolescentes. "Dá pra ver certinho. É uma nave, eu tenho certeza", dizem as crianças.
Segundo a advogada Laís Aparecida da Silva Correia, que enviou o vídeo, todos ficaram assustados após a gravação. "Elas viram algo estranho no céu e começaram a gritar. Depois, elas chamaram os adultos. Parece muito uma nave. Nós achamos melhor enviar o vídeo para saber do que de fato se trata", disse ela.



Fonte G1

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

O Caso Ummo



O Caso Ummo foi o mais famoso caso ufológico espanhol, com ramificações em vários países (França e Argentina, dentre outros). Supostos extraterrestres, que ficaram conhecido como "ummitas", teriam chegado ao nosso mundo em 1950, iniciando uma série de contatos visuais com os espanhóis. Suas naves tinham um grande símbolo, parecido com "]+[", que se proliferou nos meios esotéricos e ufológicos a partir das mensagens "recebidas" pelo "contatado" Fernando Sesma.



Os "ummitas", ao longo de muitos anos, disponibilizaram inúmeros textos (distribuídos a partir de seus contactos) que abordavam temas vinculados à física, astronomia, química, sociologia, política e biologia, dentre outros tópicos, recheados de conceitos revolucionários. Várias novas teorias foram apresentadas; foi utilizada linguagem científica (inclusive fórmulas matemáticas) em muitos desses escritos. O alvoroço na comunidade de pesquisadores foi grande, como era de prever-se; os documentos "UMMO" estariam apresentando novos enfoques a conceitos que já eram de conhecimento da humanidade. Ainda segundo os textos, os "ummitas" teriam constituição física bastante semelhante à nossa (ao menos externamente) e seriam provenientes da estrela WOLF 424, localizada a 14 anos-luz de nosso sistema. Porém, agora se sabe muito bem, tudo não passou de uma farsa extremamente bem arquitetada e orquestrada, que teve resultados funestos e inesperados. E tudo começou por um psiquiatra espanhol...

Nos meados da década de 50, José Luis Jordán Peña elaborou a teoria de que a paranóia estava muito mais difundida entre a população do que os psiquiatras da época admitiam. Jordán Peña acreditava que não menos de 79% da população sofria de algum manifestação dessa doença e resolveu demonstrar a validade da sua teoria através de uma experiência que ficou conhecida como O Caso Ummo – a estória de alienígenas altos, loiros e amigáveis que haviam aterrissado perto da localidade francesa de Digne. A crença em superstições tais como astrologia, discos voadores, espiritismo, chamanismo, etc, era considerada como prova desta paranóia pelo psiquiatra espanhol.

Um crente do conceito da "paranóia sistemática", Jordán Peña foi além de somente externar a sua opinião. Não se limitou à estrutura teórica, mas criou marcas de uma aterrissagem falsa no subúrbio de Aluche (Madrid) e a estória dos "ummitas" tomou corpo a partir deste acontecimento, em fevereiro de 1966. Com algumas amostras de fluoreto de polivinil (que conseguiu de contatos – na época era um produto experimental da NASA e não era conhecido na Espanha) adicionou mais alguns tons de veracidade para os acontecimentos narrados. Outra etapa do plano, as fotos relativas às presumíveis "naves extraterrestres de UMMO", e enviadas a jornais anonimamente, foram elaboradas por Vicente Ortuño, seu cúmplice. Foram feitas com uma maquete de disco voador com dois pratos de plástico. Depois disso, deslocaram-se para a zona das castelos em San José de Valderas, para iniciarem a trucagem.

Na terceira etapa, foi criado o material científico ditado pelos "ummitas" – informações a respeito de suas sociedade, organização e opinião em forma de relatórios didáticos que visavam familiarizar os seres humanos com sua cultura e a suas perspectivas sobre nossos mazelas, tais como a guerra, a desigualdade, etc. Estes relatórios foram transmitidos, alegadamente, por meio do ditado a um datilógrafo humano (a quem foi ordenado nunca tentar o contato com os endereçados), e emitidos então aos cientistas, aos filósofos, e jornalistas, que, nos critérios de "ummitas", poderiamos compreender e bem utilizar. Telefonemas dos "ummitas" para crentes embasbacados também foi um recurso usado.

Clubes de estudiosos da "ummologia" foram abertos em vários países, contanto com o apoio de alguns cientistas, como o astrofísico francês Jean Pierre Petit. Muitos livros foram escritos sobre os "ummitas" e suas mensagens, podendo ser encontrados até mesmo no Japão. As mensagens se alastraram pelo mundo e deram substância a "ummologia" que teve seu primeiro simpósio em Barajas, Espanha, em junho de 1971.

Porém com o crescimento do fanatismo e das práticas abusivas de seitas perigosas tipo "Os Amigos e Irmãos dos Ummonitas"; "Fraternidade Cósmica"; "DEI-98"; "Edelweiss" que, com requintes sádicos marcava o "Símbolo de Ummo" em crianças, com ferros em brasa; "Pirophos", seita pseudo-hinduista que recrutava para seus membros advogados, bancários e economistas, para, em sessões sexuais sado-masoquistas, justificarem-se com sendo de "estudo científico de tipologia sociológica"; a experiência de Peña fugiu totalmente do controle deste, fazendo com que o mesmo viesse a desnudar sua mentira em 1997. O perpetrator da fraude assinou sua própria confissão em um artigo intitulado UMMO: OUTRO MITO QUE DEVE CAIR para o "La Alternativa Racional", um equivalente ibérico do The "Skeptical Enquirer".

Uma farsa, com diversos colaboradores, inocentes ou não, foi mantida por mais de 30 anos. Ainda há envolvimentos não muito bem explicados, como uma possível utilização das mensagens "ummitas" por agências de inteligência. Porém, mesmo com a confissão do autor, ainda há pessoas que acreditam nos "ummitas" e alguns ufólogos conhecidos atestaram a veracidade do caso.

Durante 30 anos pessoas se recusaram a aceitar o simples argumento de que Wolf 424 era uma anã marrom e ainda em sistema duplo, o que tornaria altamente inviável a existência de planetas em sua órbita, quanto mais de, na existência desses, o suporte às condições de vida nos padrões humanóides terrestres. Um caso para refletir sobre as motivações não só dos que perpetraram a farsa, mas também das outras que acreditaram e ainda foram além ... e de quanto de fé cega envolve muitas das estórias ufológicas.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Cinturão de fótons





O sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel,  Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos.

Nosso Sol é, portanto, a oitava estrela da constelação – localizada a aproximadamente 28 graus de Touro, e leva 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione, movimento terrestre também conhecido como Precessão dos Equinócios. A divisão desta órbita por doze resulta em 2.160, tempo de duração de cada era “astrológica” (Era de Peixes, de Aquário, etc).


Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de Cinturão de Fótons. Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética, algo que ainda se desconhece na Terra.

Detectado pela primeira vez em 1961, através de satélites, a descoberta do cinturão de fótonsmarca o início de uma expansão de consciência além da terceira dimensão. A ida do homem à Lua nos anos 60 simbolizou esta expansão, já que antes das viagens interplanetárias era impossível perceber o cinturão.

A cada dez mil anos o Sistema Solar penetra por dois mil anos no anel de fótons, ficando mais próximo de Alcione. A última vez que a Terra passou por ele foi durante a ”Era de Leão”, há cerca de doze mil anos. Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros dois mil anos dentro deste disco de radiação.

Todas as moléculas e átomos de nosso planeta passam por uma transformação sob a influência dos fótons, precisando se readaptar a novos parâmetros. A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente,uma luz sem temperatura, que não produz sombra ou escuridão. Talvez por isso os hinduístas chamem de ”Era da Luz” os tempos que estão por vir.

Desde 1972, o Sistema Solar vem entrando no cinturão de fótons e em 1998 a sua metade já estará dentro dele. A Terra começou a penetrá-lo em 1987 e está gradativamente avançando, até 2.012, quando vai estar totalmente imersa em sua luz.

De acordo com as cosmologias maia e asteca, 2.012 é o final de um ciclo de 104 mil anos, composto de quatro grandes ciclos maias e de quatro grandes eras astecas. Humbatz Men, autor de origem maia, fala em “Los Calendários” sobre a vindoura “Idade Luz”. Bárbara Marciniak, autora de ”Mensageiros do Amanhecer”, da Ground e “Earth”, da The Bear and Company e a astróloga Bárbara Hand Clow, que escreveu “A Agenda Pleiadiana”, da editora Madras, receberam várias canalizações de seres pleiadianos. Essas revelações falam sobre as transformações que estão ocorrendo em nosso planeta e nas preparações tanto física quanto psíquicas que precisamos nos submeter para realizarmos uma mudança dimensional. Segundo as canalizações, as respostas sobre a vida e a morte não estão mais sendo encontradas na terceira dimensão.

Um novo campo de percepção está disponívelpara aqueles que aprenderem a ver as coisas de uma outra forma. Desde a década de oitenta, quando a Terracomeçou a entrar no Cinturão de Fótons, estamos nos sintonizando com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione, estrela de quinta dimensão.

Zona arquetípica de sentimentos e sonhos, onde é possível o contato com planos mais elevados, a quarta dimensão é emocional e não física. As idéias nela geradas influenciam e detonam os acontecimentos na terceira dimensão, plano da materialização. Segundo as canalizações, a esfera quadri-dimensional é regida pelas energias planetárias de nosso sistema solar, daí um trânsito de Marte, por exemplo, causar sentimentos de poder e ira.

Para realizar esta expansão de consciência é preciso fazer uma limpeza, tanto no corpo físico como no emocional, e transmutar os elementais da segunda dimensão a nós agregados, chamados de miasmas. Responsáveis pelas doenças em nosso organismo, os miasmas são compostos de massas etéricas que carregam memórias genéticas ou de vidas passadas, memórias de doenças que ficaram encruadas e impregnadas devido a antibióticos, poluição, química ou radioatividade. Segundo as canalizações, esses miasmas estão sendo intensamente ativados pelo Cinturão de Fótons. Os pensamentos negativos e os estados de turbulência, como o da raiva, também geram miasmas, que provocam bloqueios energéticos em nosso organismo.

Trabalhar o corpo emocional através de diversos métodos terapêuticos – psicológicos, astrológicos ou corporais – ajuda a liberar as energias bloqueadas. A massagem, acupuntura, homeopatia, florais, meditação, yoga, o tai-chi, algumas danças, etc,são também técnicas de grande efetividade,pois mexem com o corpo sutil e abrem os canais de comunicação com outros planos universais.



As conexões interdimensionais são feitas através de ressonância e para sobrevivermos na radiação fotônica temos que nos afinar a um novo campo vibratório. Ter uma alimentação natural isenta de elementos químicos, viver junto à natureza, longe da poluição e da radiatividade, liberar as emoções bloqueadas e reprimidas, contribuem para a transição. Ter boas intenções é essencial, assim como estar em estado de alerta para perceber as sincronicidades e captar os sinais vindos de outras esferas.

Segundo a Agenda Pleiadiana, de Bárbara Hand Clow, o Cinturão de Fótons emana do Centro Galáctico. Alcione, o Sol Central das Plêiades, localiza-se eternamente dentro do Cinturão de Fótons,ativando sua luz espiralada por todo o Universo.

Mas afinal e nós nisso tudo? Nós somos os mais beneficiados com tudo isso.
Todos nós, os seres encarnados na Terra estamos passando por um processo de iniciação coletiva e escolhemos estar aqui nessa difícil época de transição de nosso planeta, que atingirá todo o Universo. Os fótons funcionam como purificadores da raça humana e através de suas partículas de luz, às quais estamos expostos nos raios solares, dentro em breve estaremos imersos nesta “Era de Luz”, depois de 11 mil anos dentro da Noite Galáctica ou Idade das Trevas, como os hindus se referiam a Kali Yuga.

Como um sistema de reciclagem do Universo, o Cinturão de Fótons inicia a Era da Luz. Existem diversas formas da humanidade intensificar sua evolução, desenvolvendo um trabalho de limpeza dos corpos emocionais, com o uso de terapias alternativas, como florais, Yoga, Sahaja Maithuna, musicoterapia, cromoterapia entre muitos outros. São terapias e práticas que trabalham com acura dos corpos sutis, evitando que muitas doenças sejam desenvolvidas antes mesmo de alcançar o corpo físico, além de curar outras já instaladas. Cada partícula vai se alojando em todos os cantinhos de nosso planeta trazendo a consciência (Luz), a Verdade, a Integridade e o Amor Mútuo. Cada um de nós tem um trabalho individual para desenvolver aliado ao trabalho de conscientização da humanidade.

Os corpos que não refinarem suas energias não conseguirão ficar encarnados dentro da terceira dimensão, pois a quarta dimensão estará instalada. E todos nós redescobriremos a nossa multidimensionalidade e ativaremos nossas capacidades adormecidas dentro da Noite Galáctica. A inteligência da Terra será catalizada para toda a Via Láctea.

Todos estes acontecimentos foram registrados no Grande Calendário Maia, que tem 26 mil anos de duração e termina no solstício de inverno, no dia 21 de dezembro de 2012 d.C. , que marca a entrada definitiva da Terra dentro do Cinturão de Fótons por 2000 anos ininterruptos.

Texto de autoria desconhecida que circula na internet .



terça-feira, 4 de setembro de 2012

Seita secreta constrói pirâmide misteriosa no Ceará




A cidade de Umirim localizada aproximadamente à 95 km de Fortaleza jamais foi a mesma desde que uma misteriosa pirâmide foi erguida em sua zona rural, o prédio ou templo foi idealizado por um grupo de pessoas que seguem algum tipo de doutrina religiosa e fazem cultos que são restritos aos seus membros, devido a essa restrição muitos boatos sobre o que acontece durante as reuniões já tomaram conta da região, o mais novo é que a pirâmide faria parte de uma igreja americana em que os membros assistem os eventos religiosos nus, fala-se também de rituais com sacrifício de animais, a última suspeita foi levantada após pessoas terem visto currais dentro do terreno, o templo é protegido 24 horas por dia por seguranças armados, que impedem o acesso de curiosos ao interior do templo, para evitar roubos, saques e a presença de curiosos que possam vir a atrapalhar o clima de paz que existe no local,mas nada muito rígido.




Dias atrás uma equipe de reportagem da Tv Diário de Fortaleza conseguiu ter acesso ao interior do terreno e ver o monumento de perto, mas ao tentarem ter acesso ao interior tiveram permissão negada por um dos membros via celular, logo após foram conduzidos ao portão.
O templo é lindo e imponente, visto de toda cidade e já virou uma espécie de ponto turístico da cidade, a todo momento curiosos chegam para tentar dar uma olhadinha ou tirar uma fotografia próximo da pirâmide, ela está erguida desde 2010 e desde sua criação influencia a imaginação popular à pensar diversas coisas sobre a construção.

Imagens: ogfaraos

Fonte : Blog do Rubinho